Cadeia produtiva do agronegócio investe R$ 11,7 milhões em encadeamento

Cerca de 2,5 mil propriedades rurais da Coopercentral Aurora Alimentos e mais de 400 micros e pequenas empresas urbanas fornecedoras de insumos à cooperativa vão participar do Programa Nacional de Encadeamento Produtivo do Sebrae. Convênio assinado entre as duas instituições no dia 16 de junho de 2014, em Chapecó (SC), é o primeiro do Agronegócio no país a ter uma cooperativa como empresa-âncora, requisito básico para esse tipo de parceria com o Sebrae.

Os investimentos são da ordem de R$ 11,7 milhões no período de quatro anos, custeados pelo Sebrae (70%), Aurora (25%) e parceiros (5%). As ações do Encadeamento Produtivo aperfeiçoarão as cadeias produtivas de suínos, aves e leite da Aurora.

O convênio foi assinado pelo diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, e pelos diretores do Sebrae em Santa Catarina Anacleto Ângelo Ortigara e Sérgio Cardoso, ao lado do vice-presidente da Aurora, Neivor Canton, diretor de agropecuária da Coopercentral e presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), Marcos Antônio Zordan e pelo superintendente do Senar/SC, Gilmar Zanluchi. A solenidade contou com cerca de 120 presidentes de cooperativas agropecuárias filiadas à Aurora.

O diretor Anacleto Ortigara do Sebrae/SC destacou a modelo inovador do programa de Encadeamento Produtivo, com uma empresa-âncora sustentada por outras nas duas pontas. Segundo ele, uma grande empresa não pode prescindir de outras empresas no seu entorno para ter sucesso. "Esta iniciativa está afinada com modelos de gestão e indicadores de desempenho. Estamos construindo o futuro para as novas gerações. Com esta experiência em Santa Catarina teremos parâmetros superiores à média nacional no setor de aves, suínos e leite."

A competitividade empresarial, ressaltou o diretor Carlos Alberto dos Santos, não deve se limitar à atuação de uma empresa individualmente. "Ela é cada vez mais sistêmica e depende do desempenho conjunto de toda a cadeia", assinalou. Conforme o diretor-técnico do Sebrae, não há fronteira entre grandes e pequenos, devendo prevalecer esse tipo de parceria, como a da Aurora, que é "algo novo e diferente, à medida que se trata do relacionamento numa cadeia cooperativa em vez da iniciativa privada, como vinha ocorrendo até então".

Carlos Alberto disse que a parceria com a Aurora significa um salto qualitativo e uma mudança de patamar dos pequenos negócios que estão diante de novos desafios do mercado global e de consumidores cada vez mais exigentes e bem informados. "A concorrência é salutar, o problema é não estar à altura da concorrência", disse, ao frisar a importância da troca de experiência e de aprendizagem para avançar na lógica econômica e manter-se competitivo. "O programa do Sebrae se sustenta na lógica da cooperação e da maior competitividade da cadeia produtiva", ressaltou o diretor do Sebrae.

O presidente da Ocesc e diretor de agronegócios da Aurora, Marcos Zordan, foi enfático ao afirmar que "os produtores rurais não precisam de subsídios e sim, de oportunidades", referindo-se à "política errônea" da década de 1990, de garantia de preços agrícolas. "Subsídio não é solução, não é rentável nem sustentável; não tem futuro", disse, depois de revelar que é ultrapassada a ideia de fixar o homem no campo. "Queremos mais mobilidade para inovar, crescer e fortalecer; para enfrentarmos a concorrência e garantir um futuro melhor a todos". A parceria com o Sebrae contribui para o 5º princípio do cooperativismo: educar, formar e informar, acrescentou.

O vice-presidente da Aurora, Neivor Canton, também lembrou que são 15 anos de parceria, desde os programas DOlho e QT Rural. Disse que o novo convênio dá continuidade à experiência, que beneficia milhares de produtores da agricultura familiar. "O Sebrae vem trazer um novo alento, ao envolver desde fornecedores de insumos, transporte, até a produção a ser entregue em boas condições à indústria e depois sua distribuição até o consumidor, aprimorando os lados do nascente e do poente do sol." Destacou também a parceria com as cooperativas de crédito para melhorar o acesso a recursos e alavancar melhorias à produção e aos cooperados da Aurora.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias
Telefone: (61) 3243-7851
E-mail: imprensa@sebrae.com.br