Estão abertas as inscrições para o Prêmio Nacional de Inovação

Ideias e projetos inovadores concorrem a R$ 900 mil, missão técnica internacional e cursos de educação executiva. Os vencedores serão conhecidos em maio de 2015, em cerimônia a ser realizada em São Paulo

Começaram no dia 22 de outubro, e vão até 7 de dezembro de 2014 as inscrições para o Prêmio Nacional de Inovação Edição 2014/2015. Podem concorrer empresas de micro, pequeno, médio e grande portes de todo o Brasil que disputarão R$ 900 mil pré-aprovados no Edital Senai SESI de Inovação, além de missão técnica internacional e cursos de educação executiva. Os projetos devem ser inscritos exclusivamente pela internet, no site do Prêmio. Os vencedores serão anunciados em cerimônia em maio de 2015, em São Paulo.

O Prêmio Nacional de Inovação é uma iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Movimento Brasil Competitivo (MBC). "A capacidade de inovar é fundamental para mostrar como a inovação eleva os lucros e se converte em crescimento econômico e mais oportunidades para o país", destaca a diretora de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Gianna Sagázio.

Para o presidente do Conselho Superior do MBC, Elcio Anibal de Lucca, o Prêmio consolida um movimento em busca da inovação, ativo chave para gerar competitividade. "As empresas que desejam se manter competitivas no mercado devem ser capazes de se reinventar à velocidade demandada pelos novos anseios e necessidades da população. Por isso a importância de reconhecer iniciativas que valorizam ideias e soluções criativas no setor industrial brasileiro", afirma Lucca.

"Até pouco tempo, havia o mito de que investir em tecnologia era algo caro e restrito a grandes empreendimentos. Buscamos desmistificar a concepção que alguns empreendedores têm de que inovação exige altos recursos ou que se limita a equipamentos tecnológicos. A inovação em processos de gestão ou controle de desperdício pode levar, por exemplo, a uma maior produtividade e redução de custos", completa o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Nas três últimas edições de Prêmio, houve expressivo crescimento do número de projetos inscritos — prova de que a inovação se consolida como principal instrumento de conquista de novos mercados. Em 2011, foram 427. Em 2012, 981. Já no ano passado, foi registrado um recorde: 2022 inscrições.

Categorias

O Prêmio Nacional de Inovação tem o apoio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). As empresas podem concorrer em quatro categorias.

* Gestão da Inovação — busca reconhecer métodos, técnicas e ferramentas de gestão da inovação que estabeleçam um ambiente propício ao desenvolvimento de projetos inovadores.

* Inovação Tecnológica — valoriza projetos de produtos ou processos que contribuem para o aumento dos níveis de competitividade da empresa.

* Inovação em Modelo de Negócio — premia a forma como projetos são levados ao mercado a fim de aprimoramento de modelos de negócio capazes de gerar impactos na empresa.

* Agente Local de Inovação — direcionada às micro e pequenas empresas atendidas pelo Programa Agentes Locais de Inovação (ALI) do Sebrae nos setores de indústria, comércio e serviço.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias