11º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais anuncia vencedores

Os produtores Greciano Lacerda Moura e Roberto Carlos de Miranda são os campeões estaduais do 11º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. O anúncio foi feito durante cerimônia de encerramento do concurso realizada em Patos de Minas, região do Alto Paranaíba. A disputa também escolheu os três melhores cafés em cada uma das quatro regiões produtoras nas categorias Café Natural e Café Cereja Descascado. A solenidade foi marcada por homenagens e pela realização de um leilão com microlotes do cafés campeões estaduais.

O produtor Greciano Lacerda Moura é do município de Espera Feliz, da região da Zona da Mata. Ele ficou em primeiro lugar na categoria Cereja Descascado em sua região. Roberto Carlos de Miranda é de Araponga, município também da Zona da Mata mineira. O produtor venceu a categoria Café Natural. Como os dois cafeicultores tiveram as maiores pontuações no geral, eles foram eleitos campeões estaduais em suas categorias e receberam o Troféu Melhor Café de Minas Gerais. Greciano Moura também recebeu a medalha Sustentabilidade. Uma homenagem ao cafeicultor com o melhor café produzido com sustentabilidade, de acordo com a certificação oficial do Estado, o programa Certifica Minas Café.

O chefe de gabinete da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), Renato Sousa, participou do evento. Ele ressaltou a importância do concurso e a parceria com instituições públicas de ensino e pesquisa, cooperativas e empresas privadas. "É um concurso de grande abrangência, que busca incentivar a constante melhoria da qualidade dos cafés de Minas Gerais, como meio mais eficaz na conquista de maiores mercados e, ainda, agrega valor ao produto, atendendo a crescente demanda por produtos diferenciados".

Durante a cerimônia de encerramento do concurso foram premiados os três melhores cafés de cada região em cada categoria. Também houve a entrega de diploma aos primeiros colocados em cada categoria e de certificado aos cafeicultores finalistas. As empresas patrocinadoras do concurso: Du Pond, Syngenta, Café Brasil e Assopatos, e os compradores dos cafés campeões do concurso também receberam homenagens. Outro destaque da solenidade foi a realização de um leilão com microlotes de café (uma saca de 60Kg) dos campeões estaduais de cada categoria.

Leilão Virtual

Entre os dias 8 e 21 de novembro aconteceu um leilão virtual, no site da FAEPE, com seis lotes dos vencedores das duas categorias de três regiões produtoras de café. Cada lote é formado por 10 sacas de 60Kg. O lance inicial foi de R$ 1.100,00. Os cafés leiloados receberam nota acima de 84 pontos, de acordo com a tabela de classificação da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA).

O Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Emater-MG, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Universidade Federal de Lavras (UFLA), Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg), Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), Instituto Federal de Ensino e Tecnologia de Machado (IEF/Sul de Minas), Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Café (INCT CAFÉ), Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (FAEPE). O evento conta ainda com o apoio do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

Para a edição deste ano foram inscritas 1.025 amostras das quatro regiões cafeeiras do Estado: Cerrado Mineiro, Chapadas de Minas, Matas de Minas e Sul de Minas. Os lotes foram entregues pelos cafeicultores nos escritórios da Emater-MG, sendo aceitos somente cafés da espécie Arábica, safra 2014, tipo 2 para melhor.

"Nosso principal objetivo não é estimular a competição. O caráter é mais educativo. Os resultados das amostras analisadas serão detalhados em laudos e entregues aos extensionistas da Emater-MG responsáveis pelas inscrições. Produtor e técnico terão condições de discutir quais as possibilidades existentes dentro das tecnologias preconizadas para a produção de bons cafés. Ou seja, o concurso é um trabalho de melhoria contínua dos cafés de Minas Gerais", ressalta Marcos Fabri Junior.

Confira abaixo a lista com os vencedores:

Campeões Estaduais

Categoria Cereja Descascado: Greciano Lacerda Moura
Município: Espera Feliz

Categoria Natural: Roberto Carlos de Miranda
Município: Araponga

Medalha de Sustentabilidade

Greciano Lacerda Moura

Categoria Natural

Sul de Minas

1º LUGAR: Giovanni Leto Barone
Município: Guaxupé

Cerrado Mineiro

1º LUGAR: Versi Crivelenti Ferrero
Município: Patos de Minas

Matas de Minas

1º LUGAR: Roberto Carlos de Miranda
Município: Araponga

Chapadas

1º LUGAR: Cláudio Fujio Nakamura
Município: José Gonçalves de Minas

Categoria Cereja Descascado

Sul de Minas

1º LUGAR: Sebastião Márcio R. Nogueira
Município: Carmo de Minas

Cerrado Mineiro

1º LUGAR: Décio Bruxel
Município: Varjão de Minas

Matas de Minas

1º LUGAR: Greciano Lacerda Moura
Município: Espera Feliz

Chapadas

1º LUGAR: Primavera Agronegócios LTDA
Município: Angelândia

Fonte: Agência Minas