O ano de 2015 terá um segundo a mais

Em 30 de junho de 2015, será acrescido um segundo ao Tempo Universal Coordenado (UTC) para fazer a correção do Tempo Atômico Internacional (TAI). A alteração se faz necessária porque a velocidade de rotação da Terra registra variações, enquanto os relógios atômicos que geram e mantêm a hora legal possuem uma precisão que chega a um segundo em milhões de anos.

A velocidade de rotação da Terra sofre variações em virtude dos efeitos gravitacionais do Sol, da Lua e dos planetas, e também resultado dos deslocamentos de massas terrestres em diferentes partes do planeta.

Segundo intercalado

No dia 30 de junho, o relógio oficial irá registrar a sequência: 23h59min59s – 23h59min60s, para só então passar a 1º de julho (0h00min00s).

Como essa correção é feita no horário de Greenwich, no Brasil a correção ocorrerá três horas antes. O Observatório Nacional, responsável pela geração, conservação e disseminação da Hora Legal Brasileira, fará o acréscimo desse segundo às 21 horas, horário de Brasília (DF).

Embora pareça pequena, a mudança impacta a sociedade principalmente no que se refere às relações comerciais. As empresas sincronizadas aos servidores do Observatório Nacional terão essa mudança automaticamente, enquanto as demais precisam providenciar suas adequações.

A correção do chamado “segundo intercalado” ou “segundo bissexto” (leap second) é determinada pelo International Earth Rotation and Reference Systems Service (IERS). O último acréscimo do segundo intercalado aconteceu em 2012.

Há várias propostas para eliminação desse acréscimo de um segundo, mas os países envolvidos nunca chegaram a um consenso.

FONTE: Inovação Tecnológica