Tecnologia desenvolvida por startup mineira identifica alimentos fraudados

Tecnologia desenvolvida na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) é capaz de indicar se um alimento foi fraudado, destaca reportagem do jornal Estado de Minas. O teste evita que o consumidor pague por algo que não está consumindo, além de evitar problemas de saúde relacionados à alergia.

“A análise do DNA pode contribuir para que os produtores ofereçam produtos certificados e os consumidores possam conhecer a qualidade dos alimentos. Os testes são realizados em pequenas amostras dos produtos”, diz à reportagem Marcela Drummond, presidente da Myleus Biotecnologia.

Clique aqui para ler a reportagem na íntegra.

FONTE: Agência Minas