Conheça as vítimas do trabalho escravo em confecções

Clique na imagem para ver este vídeo

Durante três meses, a equipe de jornalismo acompanhou de perto o trabalho escravo na cidade mais rica do País. Infiltrado em uma oficina clandestina, um repórter sentiu na pele a rotina de milhares de pessoas que trabalham por incansáveis 14 horas seguidas, com a promessa de receber, no final do mês, um salário de cerca de R$ 400, e conta as histórias de quem conseguiu escapar da escravidão, patrocinadas, muitas vezes, por grifes famosas.

FONTE: Domingo Espetacular