Da Redação


A decisão da Rússia de vetar a importação de carnes bovina, suína e de aves do Brasil, sob a alegação do aparecimento de um foco de febre aftosa no Pará, foi considerada “estranha” por autoridades e representantes do setor. Especialistas admitem que o governo russo pode estar usando o incidente para sinalizar seu poder de retaliação em benefício de sua indústria aeronáutica que tem dois concorrentes na licitação brasileira para reequipamento da FAB (Força Aérea Brasileira).
A concorrência, conhecida como Projeto F-X BR, estimada em mais de US$ 700 milhões, visa a compra de aviões caça supersônicos que substituirão os atuais Mirage (franceses) e F-5 (norte-americanos), cuja vida útil está no limite. A definição em torno das primeiras aeronaves, no entanto, determinarão o futuro do reequipamento da FAB nas próximas duas décadas.

A Rússia já havia pedido informações sobre o incidente, pois é responsável pela importação de 12% da produção nacional, mas a proibição era considerada uma possibilidade remota por Cláudio Martins, diretor da associação dos exportadores de frangos e carne suína. A Rússia importou carnes no valor de US$ 500 milhões em 2003, com projeção de US$ 300 milhões para 2004.

No processo de venda dos aviões de combate para o Brasil, a abertura do mercado russo aos produtos agropecuários brasileiros é apresentada como a principal contrapartida, além dos itens de exportação vinculados ao processo de transferência de tecnologia e exportação de componentes decorrentes da produção no Brasil de partes dos aviões, tanto os Sukhoi como os MIG-29 M/M2 ofertados.

A Rússia está adotando nova ofensiva para estimular a venda de seus produtos aeronáuticos ao Brasil, diante do anúncio pelo ministro da Defesa, José Viegas, de que a decisão sobre a compra estaria prestes a ser feita. A decisão depende apenas de uma reunião do Conselho de Defesa Nacional, a ser convocada pelo presidente Lula.

Jornal do Comércio Online – 19/06/2004
http://jc.uol.com.br/

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.