Odail Figueiredo


Brasília – A embaixadora dos Estados Unidos, Donna Hrinak, confirmou hoje que o governo norte-americano deve recorrer da decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC), que condenou os subsídios à produção de algodão, a partir de um processo movido pelo Brasil. “Vamos tomar as medidas que a OMC oferece para apelar da decisão”, afirmou.

A embaixadora, que está deixando o posto no Brasil nos próximos dias, observou que ainda não foi aberto prazo para recurso, já que o relatório, ainda confidencial, está na fase de tradução. Hrinak reiterou também a posição do governo americano, de que a política de apoio aos produtores de algodão não violam as regras da OMC.

Em relação às negociações para a formação da Alca, a embaixadora admitiu que o resultado das negociações vão chegar a 2005, que era o prazo original estabelecido para fechar o acordo, num patamar muito menos ambicioso do que se pretendia no início.

Ela observou que nesse momento a maioria dos Países está concentrada nas negociações multilaterias da OMC, onde um dos principais assuntos é a questão dos subsídios agrícolas, a qual também é importante para a Alca.


Jornal O Estado de São Paulo – 22/06/2004
http://jpdf.estado.com.br/

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.