“Quem disse que o surto de febre aftosa está sendo ruim para a economia? Para mim, ela até que foi boa.” Foi assim, de forma desconcertante, que o presidente do maior frigorífico do País, o Friboi Ltda., José Batista Júnior, informou que, apesar do surto que causou o embargo de 49 países à carne brasileira, está ganhando dinheiro.
Batista Júnior sabe do que está falando. Sócio-proprietário do 4 maior frigorífico do mundo, com faturamento de R$ 4,2 bilhões, ele abate a incrível marca de 10 animais por minuto. Quase metade de sua produção abastece supermercados no exterior. Suas exportações devem fechar o ano em US$ 650 milhões, receita 25% maior que a apurada em 2004. “Exporto muita carne industrializada, como a enlatada. Como o embargo é em geral para a carne ‘in natura’, nosso desempenho não foi afetado.”
Lucia Kassai

Fonte: Gazeta Mercantil

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.