A presidenta da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Kátia Abreu, disse ontem (23/02/11) que não acredita que o governo apresente um substitutivo ao projeto de lei que propõe alterações no Código Florestal Brasileiro, de autoria do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP). No início de fevereiro aumentaram os rumores de que o executivo estaria preparando um texto alternativo com os entendimentos entre os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, a ser fechado pela Casa Civil.

“A informação que tenho é que não existe esse substitutivo. O Aldo Rebelo [relator do projeto de lei] merece do governo federal todo o respeito. O governo teve tempo suficiente para discutir com ele e não acredito que fará isso com um ex-presidente da Câmara”, afirmou Kátia.

A senadora disse que os ministros da Agricultura, Wagner Rossi, e do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, tiveram uma reunião em que decidiram não apresentar uma nova proposta. “O Executivo vai fazer alterações. Não vai ser do jeito que está, mas não haverá substitutivo”, afirmou Kátia durante o lançamento do hotsite Código Florestal.

O hotsite, segundo a presidente da CNA, pretende ser mais um instrumento para a sociedade participar e opinar sobre o assunto. Kátia disse que ele será atualizado diariamente e o produtor rural poderá acompanhar nele a evolução do debate no Congresso Nacional. O espaço apresenta gráficos com a participação das propriedades rurais privadas do país, um quadro comparativo sobre a lei original e as mudanças propostas e a evolução do código florestal desde o período colonial até hoje.

FONTE

Agência Brasil
Danilo Macedo – Repórter
João Carlos Rodrigues – Edição

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.