O curso de Gestão do Agronegócio da Universidade de Brasília (UnB) recebeu nota máxima no último Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Oferecida pelo campus de Planaltina, a graduação existe há apenas cinco anos e foi avaliada pela primeira vez. Ainda assim, alcançou desempenho excepcional, junto com outros 16 cursos, mais antigos, que também levaram nota máxima. Ao total, 30 cursos da UnB passaram pela avaliação. Nenhum deles recebeu nota menor que 3. O índice varia de 1 a 5.

A avaliação é feita pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a cada três anos e inclui todos os cursos de graduação das instituições de ensino superior do país. O resultado é obtido a partir da aplicação de prova aos alunos ingressantes e formandos. O exame avalia o desempenho em conhecimentos gerais e específicos.

Além da nota da prova, o Inep avalia ainda a diferença entre os desempenhos dos alunos que entram e que saem das universidades. A avaliação resulta no Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observados e Esperados (IDD). Já a partir de dados sobre o corpo docente dos cursos, a infraestrutura e de práticas pedagógicas das instituições, o Instituto calcula o Conceito Preliminar de Curso (CPC). Os dois indicadores também têm notas que variam de 1 a 5. Nas duas avaliações, o curso de Gestão do Agronegócio se destacou, com notas 4 e 5.

Para a Decana de Ensino de Graduação, professora Márcia Abrahão, o resultado é uma prova do sucesso da política de expansão na universidade. “A nota veio para um curso novo, que ainda não dispõe de toda a estrutura física adequada. Isso prova que a universidade pode expandir e mesmo assim manter a qualidade”, analisa.

Além do curso de Gestão do Agronegócio, levaram nota 5 quatro habilitações da graduação em Administração, três de Psicologia, duas das Ciências Contábeis, duas do Desenho Industrial, duas do Direito, além dos bacharelados em Ciências Econômicas, em Estatística e em Relações Internacionais.

EXEMPLO

O vice-diretor da Faculdade UnB Planaltina, Jean-Louis Le Guerroué, acredita que o resultado veio em reconhecimento à excelência e qualidade do curso. “Isso mostra que os alunos do curso estão recebendo uma base sólida”, comemora. “Reflete também o retorno que temos dos empregadores dos alunos já formados, que sempre elogiam a competência deles”, completa.

O curso de Gestão do Agronegócio já formou 18 alunos desde que iniciou as atividades. E a previsão, segundo o vice-diretor, é de 20 formandos até o final de 2011. Jean-Louis explica que os estudantes precisam passar por uma formação diversificada para concluir a formação. “São três eixos principais: administração, economia e tecnologia”.

Segundo ele, os alunos recebem formação aprofundada em gestão, mas também têm contato com os aspectos sociais ligados ao agronegócio, como, por exemplo, as questões que envolvem o pequeno produtor. “O currículo diversificado oferece diferentes campos de trabalho aos formandos. O aluno tem possibilidade de trabalhar em empreendimentos privados, na gestão pública ou mesmo em projetos de sustentabilidade”, afirma. Por outro lado, o curso ainda não definiu o perfil do profissional que conclui a formação. “Vamos fazer um estudo com base nos caminhos que os egressos do curso tomarem”, afirma.

PARA MAIS INFORMAÇÕES

Curso Gestão do Agronegócio da UnB
Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAV)
Campus: Faculdade UnB Planaltina
Vagas por semestre: 40 (noturno)
Telefone: (61) 3107-7188

FONTE

Universidade de Brasília
Secretaria de Comunicação da UnB
Francisco Brasileiro – Jornalista

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.