Em 30 anos, o produtor brasileiro aumentou a produção de grãos e oleaginosas em 213% enquanto a área plantada expandiu em apenas 27%. Esses números se devem ao esforço do agricultor em investir em tecnologias para aumentar a produtividade. Segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no período de 1976 a 2010 houve um aumento de 2,5 vezes na produtividade. A Basf compilou estes dados e produziu o vídeo Um Planeta Faminto e a Agricultura Brasileira que faz uma homenagem ao produtor rural brasileiro.

A versão nacional foi desenvolvida a partir do vídeo feito pela Basf nos Estados Unidos: One Hungry Planet. Disponível em inglês e português, o vídeo brasileiro já atingiu mais de 100 mil visualizações em pouco mais de dois meses.

O ex-ministro e produtor rural Roberto Rodrigues que sempre militou a favor do agronegócio no País ressalta a importância do vídeo para atestar a competência do setor. “O vídeo mostra que o segmento incorporou as tecnologias geradas em nossos órgãos de pesquisa, aumentando a produtividade, preservando áreas novas e reduzindo o preço dos alimentos para os consumidores de forma sustentável. Mostra ainda que o Brasil tem as condições essenciais para ajudar a mitigar a fome no mundo, sem destruir os recursos naturais”, complementa Rodrigues que coordena o Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (GV FGV).

A diretoria da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) concorda que o vídeo tem um papel fundamental para enaltecer a produção agrícola brasileira. “É uma mensagem profunda e densa dos benefícios proporcionados pelo agronegócio para o desenvolvimento econômico e social do país”, destaca o presidente da Abag, Carlo Lovatelli. O diretor da entidade, Luiz Antônio Pinazza também elogia: “Louvamos a iniciativa exemplar da Basf, que mostra comprometimento com o agronegócio brasileiro”.

O vídeo também chamou a atenção da academia. Para o professor titular da Universidade de São Paulo (USP), Marcos Fava Neves, a ação desempenha um papel importante ao mostrar para a sociedade os benefícios do agronegócio. “Um Planeta Faminto é uma das ações mais importantes nestes anos vindouros e uma adequada comunicação do agronegócio com a sociedade. Este papel é do Governo e do setor privado também, e, se possível, cada vez mais usando as novas mídias e falando com os jovens, e a Basf deu grande contribuição com o vídeo”, finaliza o pesquisador.

ALIMENTOS PARA O MUNDO

com dados tangíveis e comparações didáticas, a animação mostra à sociedade a evolução da agricultura brasileira na produção de alimentos para a crescente população mundial, que saltará de 6,8 bilhões em 2010 para 9,3 bilhões em 2050. As previsões da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) atestam que, nos próximos dez anos, a demanda mundial por alimentos crescerá 20%, e o Brasil atenderá a 40% desta demanda.

O vídeo também registra a contribuição da agricultura brasileira na busca de fontes de energia renováveis. Em 2010, o consumo de etanol de cana-de-açúcar superou o de gasolina. Entre 1975 e 2010 a produção de cana aumentou de 89 para 696 milhões de toneladas, ocupando menos de 1% do território nacional. De acordo com a Embrapa, a energia gerada de derivados da cana-de-açúcar ocupa o segundo lugar na matriz energética brasileira, com 16%, sendo menor apenas que energia gerada do petróleo e seus derivados (36,7%) e superior à energia hidráulica (14,7%).

A versão brasileira do vídeo foi produzida pela equipe de marketing da Basf e pela agência e21/MTCom e traz dados nacionais para enfatizar a vocação do País para a agricultura. Os argumentos utilizados foram elaborados com base em dados oficiais e públicos.

Os vídeos estão disponíveis no Youtube:

Clique aqui para assistir em português.

E aqui para assistir em inglês.

FONTE

XPress Comunicação
Érica Brito – Jornalista
Telefone: (11) 2898-7498

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.