As cidades brasileiras, por meio da Confederação Nacional de Municípios, já pediram ao Governo Federal que o prazo para a elaboração de seus planos de gestão de resíduos sólidos seja prorrogado por mais um ano. Além disso, as prefeituras terias mais três anos para acabar com os lixões. Isso porque só uma parcela de nossos municípios concluíu os planos e desativou seus lixões dentro dos prazos determinados pela legislação. Em São Paulo, o aterro sanitário Bandeirantes é um exemplo de obra correta para a sustentabilidade ambiental. Uma conquista da população local que levou mais de duas décadas para ser concretizada. Fonte: Canal Futura

Compartilhe esta postagem nas redes sociais