As crianças estão mais tecnológicas mesmo. Preferem um produto eletrônico do que um brinquedo comum. Confira na reportagem. Fonte: PUC TV Goiás

Compartilhe esta postagem nas redes sociais