Pesquisa: Operação Carne Fraca

Formulário da Pesquisa Operação Carne Fraca

O Agrosoft inicia com esta pesquisa uma proposta de forte engajamento com seus leitores e simpatizantes. Queremos entender melhor o pensamento daqueles que nos dão o privilégio do seu convívio.

Recentemente fomos surpreendidos com a divulgação da mega operação CARNE FRACA, empreendida pela Polícia Federal, que mostrou a face de um agronegócio insustentável.

Nós do Agrosoft acreditamos na força e necessidade do AGRONEGÓCIO SUSTENTÁVEL para garantir ALIMENTOS em QUANTIDADE e QUALIDADE para todos, preservando o meio ambiente, o trabalho digno, a segurança alimentar e a conduta ética nos negócios. O agronegócio brasileiro não precisa se valer de métodos e práticas insustentáveis para continuar a ser grande e um exemplo para o mundo.

É pensando nestes princípios que nos norteia que gostaríamos de saber a sua opinião sobre a operação Carne Fraca.

Sua opinião vai nos ajudar a melhorar o Agrosoft na busca do AGRONEGÓCIO SUSTENTÁVEL, através do engajamento de toda sociedade, única forma que efetivamente garante esta grande meta.

É uma pesquisa muito rápida que poderá ser respondida em muito pouco tempo. Ela tem apenas uma pergunta objetiva obrigatória e outra aberta de resposta facultativa.

Clique aqui para responder a Pesquisa Operação Carne Fraca.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Uso exagerado de redes sociais no trabalho pode causar demissões

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

O uso exagerado de redes sociais no trabalho tem levado empresas e funcionários à Justiça. De um lado os patrões alegam que há uma queda de produtividade e de outro que os trabalhadores não conseguem se desconectar. O problema é quando não há regras claras para o uso destes meios e opiniões e comentários ofensivos vão parar na internet.

Fonte: TV Canção Nova

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Programa Farmácia Popular terá redução

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

O programa Farmácia Popular, que distribui medicamentos de graça ou com até 90% de desconto no país, vai ser reduzido. O governo decidiu deixar de custear quase 400 unidades por conta do custo administrativo de manutenção das farmácias que chega a 80% dos recursos. Ele resolveu realocar a verba para estados e municípios.

Fonte: TV Canção Nova

Compartilhe esta postagem nas redes sociais