O Projeto de Lei 471/19 pretende facilitar às cooperativas e aos empreendimentos da agricultura familiar o cumprimento da obrigação legal de contratar de 5% a 15% de aprendizes no quadro de funcionários. O texto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT, Decreto-Lei 5.452/43).

Isso seria feito pela comprovação de matrícula, pelos empregadores, de jovens entre 14 e 18 anos em cursos fornecidos por Escolas Famílias Agrícolas (EFAs) no modelo de formação por alternância, em que parte da aprendizagem é realizada nos empreendimentos da agricultura familiar.

A proposta está em análise na Câmara dos Deputados.
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Produtos e Serviços:

Software Mata Nativa
Sistema para realização de inventário de florestas nativas. Líder de mercado e com mais de 18 anos de mercado, o Mata Nativa é hoje utilizado pelas principais empresas do setor no Brasil. Também é referência em universidades e centros de pesquisa. Possui clientes em todos os estados brasileiros.

Mata Nativa Móvel – Aplicativo para coleta de dados de inventário florestal. Este aplicativo tem agilizado e economizado muito os levantamentos de inventário de florestas nativas pois, além de facilitar a coleta e eliminar todo o trabalho de digitação após a coleta dos dados, ele calcula a suficiência amostral, eliminando a necessidade de coletar uma margem de segurança de dados ou, na pior das hipóteses, de ter que retornar a campo para realizar medições complementares.

Blog do Mata Nativa
O Blog do Mata Nativa é hoje referência no setor ambiental. Visualizado por mais de 20 mil pessoas mensalmente, o blog trata de diversos assuntos relacionados ao setor ambiental e florestal, conectando pessoas e oportunidades.

Cursos da área florestal e ambiental – No site do Mata Nativa (www.matanativa.com.br) são divulgados constantemente cursos sobre a área florestal e ambiental. São cursos online e cursos presenciais.


Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

O Projeto de Lei 471/19 pretende facilitar às cooperativas e aos empreendimentos da agricultura familiar o cumprimento da obrigação legal de contratar de 5% a 15% de aprendizes no quadro de funcionários. O texto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT, Decreto-Lei 5.452/43).

Isso seria feito pela comprovação de matrícula, pelos empregadores, de jovens entre 14 e 18 anos em cursos fornecidos por Escolas Famílias Agrícolas (EFAs) no modelo de formação por alternância, em que parte da aprendizagem é realizada nos empreendimentos da agricultura familiar.

A proposta está em análise na Câmara dos Deputados.
[more]Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais