Texto produzido por Embrapa

A inovação, um dos fatores que influenciam a riqueza de um país, pode acontecer por meio da criação de ambientes que facilitem trocas de conhecimentos inovadores por parcerias entre universidades, empresas e governo. Esses locais são chamados habitats de inovação. No Brasil, essa expressão começou a ser difundida em 2012, no VI Encontro Nacional de Gestores de Inovação e Transferência Tecnológica (Fortec).
Assim, explicam os pesquisadores Andreia de Bem Machado, da Uniasselvi, Brusque e Via do conhecimento Universidade Federal de Santa Catarina (Florianópolis, SC) e Lauro Pereira, da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP), considera-se que o habitat de inovação envolve trocas de conhecimento que operam o processo e influenciam inovações, incluindo um conjunto de vários elementos relacionados com as condições macroeconômicas (instituições) e microeconômicas.

A concepção de habitats de inovação, de acordo com Machado, vem sendo construída ao longo dos anos. No primeiro trabalho publicado sobre esse assunto, em 1970, de Erich Jantsch, é discutida a inovação no sistema educacional com foco na estrutura das universidades, de forma a integrar-se em quatro aspectos: empírico, pragmático, normativo e intencional.

Na década de 1990, os trabalhos têm como foco o sistema de inovação, ou seja, leis, decretos e ações intangíveis que proporcionam a inovação. No final dessa década, as publicações começam a diferenciar sistema de inovação – rede que incluía fatores sociais, políticos, organizacionais, institucionais e outros, os quais influenciavam o desenvolvimento, a difusão e o uso de inovações de habitat de inovação – ambiente físico que proporcionava, aos empreendedores, a transformação de grandes ideias em empreendimentos de sucesso, as incubadoras de empresas.

O conceito de Habitat de Inovação Tecnológica, sinônimo de um ambiente de inovação ou local para troca de experiências que proporcionem a inovação pode ser definido de várias maneiras, porém, os pesquisadores ressaltam que em todos os sentidos são adotadas ciência e tecnologia na transformação do conhecimento em inovação.

O artigo completo pode ser acessado em https://www.ecodebate.com.br/2019/03/14/habitat-de-inovacao-conceitos-e-importancia-por-andreia-de-bem-machado-e-lauro-charlet-pereira/

Compartilhe esta postagem nas redes sociais