Texto produzido por Embrapa

“A comida é a gasolina do corpo”, brada uma voz fina; “é, mas tem que comprar comida no supermercado”, replica outra voz infantil. O cotidiano urbano de crianças de 1º, 2º, 3º e 5º anos da Escola Nova, localizada no bairro da Gávea, na cidade do Rio de Janeiro, teve um “choque de realidade” com a apresentação sobre agricultura, solo, água e sua importância para o meio ambiente e a produção de alimentos.

O evento, que celebrou o Dia Mundial da Água, aconteceu em 22 de março, no Museu do Meio Ambiente, do Jardim Botânico carioca, em parceria com a Embrapa Solos.

A apresentação começou com palestra do pesquisador da Embrapa Solos, Claudio Capeche, que apresentou a importância do papel da Embrapa para nossa alimentação, no trato com frutas, grãos, hortaliças, legumes e animais.

Em seguida, a criançada seguiu para o laboratório didático do museu, onde foi “apresentada” a plantas aromáticas, como citronela, erva-cidreira, manjericão e gengibre. Outra atividade que encantou os pequenos foi a interação com a tinta feita a partir do solo, os estudantes aprenderam como fazê-la e, depois, com os dedos devidamente lambuzados, deixaram sua impressão digital em um painel.

O encerramento do evento foi com contação de história musical, feita pelos estagiários do Jardim Botânico, que apresentaram a lenda da deusa banto Ombela.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais