Clique na imagem para ver o vídeo de Embrapa.




Os desafios com a falta de mão de obra levam cafeicultores de Rondônia a procurarem por novas tecnologias e a colheita semimecanizada do café canéfora é uma opção vantajosa pela redução de custos, maior rendimento e a promoção da qualidade do café colhido. Esse tipo de colheita tem apresentado redução de custos na colheita que supera 50%, quando comparado ao sistema manual. Outro ponto favorável é a melhoria da qualidade, que pode representar ganhos na comercialização

As máquinas recolhedoras e trilhadoras do café são baseadas no sistema de podas e renovação anual e/ou periódicas das lavouras. Assim, os ramos provenientes das podas, ainda contendo os frutos, são colocados sobre lonas nas linhas de café, essas lonas são recolhidas mecanicamente e os ramos produtivos são trilhados. Essa forma de colheita semimecanizada possui grande potencial por utilizar máquinas mais compactas e de menor custo, além de não exigir a obrigatoriedade da adequação espacial das lavouras de café.

A colheita semimecanizada veio a partir da adaptação da máquina utilizada na cultura do feijão. As máquinas recolhedoras e trilhadoras do café são baseadas no sistema de podas e renovação anual e/ou periódicas das lavouras.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais