Fonte: Faemg

Em busca de conhecimento para implementar novas atividades e evitar o desperdício de alimentos, cerca de 60 pessoas estão passando pelos cursos e oficinas do Sistema Faemg/Senar Minas na 55ª Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial do Vale do Piranga (Expovale), em Ponte Nova.

É a segunda vez que o Sindicato de Produtores Rurais de Ponte Nova oferece os cursos no evento, desta vez com mais opções: cursos de Embutidos e Defumados, Derivados do Leite e Alimentos Minimamente Processados e Polpas de Frutas e oficinas de Fabricação de Linguiças e Fabricação de Torresmo à Pururuca.

Segundo o presidente do Sindicato, Francisco Augusto de Castro Gomes, já foi identificado o aumento da demanda pelos cursos na Expovale.

“Temos percebido um crescente interesse.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Cepea

Cepea, 9/8/2019 – O volume de carne de frango (in natura e industrializada) exportado em julho foi o maior de 2019. Mesmo assim, o desempenho foi limitado pela forte redução na quantidade embarcada aos Emirados Árabes Unidos e à Arábia Saudita, que passou a ser o terceiro maior destino da carne de frango brasileira, sendo superada pelo Japão, que agora ocupa a segunda posição – a China segue como o principal destino da proteína nacional. Conforme dados da Secex, as exportações somaram 387,6 mil toneladas, ligeiro avanço de 0,4% frente às do mês anterior.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Cepea

Cepea, 9/8/2019 – A frente fria que atingiu o estado de São Paulo no último fim de semana reduziu a demanda por laranja pera de mesa. Ainda assim, os preços seguem sustentados pelo maior ritmo de moagem nas indústrias paulistas. Na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), o preço médio pago pela variedade foi de R$ 18,24/cx de 40,8 kg, na árvore, leve aumento de 1% frente ao da semana anterior. No caso da lima ácida tahiti, segundo colaboradores do Cepea, o cenário de valorização permanece, devido à menor oferta neste período do ano.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Cepea

Cepea, 9/8/2019 – O custo unitário de produção de manga diminuiu no Vale do São Francisco (PE/BA) de junho para julho. De acordo com mangicultores da região consultados pelo Hortifruti/Cepea, o clima favorável permitiu menores gastos com a cultura, e a produtividade volumosa favoreceu a diluição dos valores. No entanto, ainda que os custos tenham sido menores, a queda das temperaturas em praças consumidoras limitou a comercialização da fruta em julho, levando os preços a oscilar – mesmo assim, os valores se mantiveram bem acima dos custos de produção durante o mês.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Faemg

A expectativa de um cenário de preços favoráveis para o milho na nova temporada deverá favorecer um aumento de 3,46% no plantio do cereal no Brasil, diante de perspectivas de que o país feche 2019 com exportações recordes da commodity em meio a uma quebra de safra nos Estados Unidos. 

Isso permitiria ao Brasil, segundo exportador global atrás dos EUA, colher uma safra de 101,91 milhões de toneladas em 2019/20, um novo recorde, de acordo com a média apurada em pesquisa da Reuters com nove especialistas e instituições, que em sua maioria basearam seus números em produtividades satisfatórias. 

Assim, a safra poderia crescer 2,6%, considerando a máxima histórica de 99,3 milhões de toneladas estimada nesta quinta-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para 2018/19. 

A aposta no milho, cujo plantio nas safras de verão e inverno poderia somar área nunca vista de 17,93 milhões de hectares, segundo a média da pesquisa, ocorre diante de expectativas de que a produção dos Estados Unidos sofrerá perdas na temporada 2019/20, por problemas de enchentes na época da semeadura —isso permitirá ao Brasil exportações recordes em 2019. 

“Com perspectiva de manutenção de preços relativamente atrativos aos produtores até o início do ano que vem, em função das perdas observadas nos EUA este ano, a perspectiva é de crescimento de área…

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

A conservação dos ecossistemas aquáticos tem sido prejudicada devido aos impactos causados pela poluição humana e outras atividades antrópicas como super-exploração dos recursos hídricos e produção pesqueira.

O segundo curso invertebrados aquáticos ocorrentes em áreas de aquicultura e identificação taxonômica de larvas de Chironomidae (Diptera) incluirá também introdução à utilização de DNA barcoding na identificação das larvas de Chironomidae e busca analisar os principais grupos de invertebrados aquáticos que ocorrem nessas áreas, além de identificar taxonomicamente as principais subfamílias e gêneros da família Chironomidae.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

A contribuição técnica da Embrapa foi destaque na segunda edição do Festival do Coco e Florestas Plantadas de Conde, no Litoral Norte Baiano, realizado de 6 a 10 de agosto. A Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), promoveu durante o festival o lançamento de livros, cursos e dia de campo sobre a cultura do coqueiro, além da participação da reunião da Câmara Técnica do Coco do Estado da Bahia, criada na primeira edição, em 2018. 

O festival repetiu o sucesso da primeira edição, tanto no componente técnico, com participação da Embrapa, Sebrae e Inema, quanto nas programações culturais, com shows, atividades artísticas e recreativas. 

O evento é uma realização da Prefeitura Municipal de Conde com patrocínio e apoio, entre outros, da Caixa, Seagri-BA e UFBA.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais