Fonte: Embrapa

O carvão do amendoim é uma doença causada pelo fungo Thecaphora frezii, que ataca as vagens, produzindo uma massa negra de esporos em substituição aos grãos, sem deixar nenhum sintoma na parte aérea da planta. Com o objetivo de evitar que a doença se torne um problema sério para os produtores brasileiros, a Embrapa promoverá treinamentos para identificação e quantificação do fungo causador do carvão do amendoim em amostras de grãos e sementes de amendoim, tanto oriundos de importação quanto destinados à exportação.




A primeira capacitação será realizada no dia 13 de setembro, das 8 às 17 horas, na Embrapa Meio Ambiente (Jaguariuna, SP). As inscrições podem ser realizadas no site da Embrapa.

“Normalmente a presença do fungo na área de cultivo só é detectada quando ele já está amplamente disperso e os danos já são elevados. O conhecimento e a aplicação das técnicas adquiridas durante o curso serão de extrema importância para a cadeia produtiva do amendoim no Brasil, principalmente visando detectar a doença em seus estágios precoces a fim de evitar as elevadas perdas de produção como as que estão ocorrendo na Argentina”, explica o pesquisador da Embrapa Algodão Dartanhã Soares, coordenador do curso e líder do projeto Detecção e monitoramento do agente causal do carvão do amendoim em áreas de produção de amendoim no Brasil, com ênfase no estado de São Paulo.

O curso é destinado a profissionais e técnicos de laboratório de empresas exportadoras de amendoim; empresas importadoras de sementes de amendoim; empresas e instituições cadastradas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para emissão de laudos fitossanitários; agentes fiscais federais agropecuários; e demais técnicos e profissionais que atuem na análise de qualidade do amendoim. Os requisitos mínimos são conhecimentos básicos de técnicas de microscopia e métodos laboratoriais. Serão abertas 10 vagas, com taxa de inscrição de R$ 500. Para mais informações sobre a programação e inscrições clique aqui.

Sobre o carvão do amendoim

O carvão do amendoim é um problema grave na Argentina, onde as perdas de produção ocasionadas pelo patógeno chegam a 50%. Por esta razão, países produtores e importadores de amendoim, como a Austrália e os Estados Unidos, emitiram alertas impondo barreiras fitossanitárias ao amendoim importado da Argentina, do Brasil, e de outros países da América Latina.

“O agente causal do carvão do amendoim pode ser transmitido pelas sementes, além de poder ser disperso pelo vento, e pelo trânsito de maquinário agrícola, podendo assim ser facilmente introduzido em novas áreas de cultivo. Uma vez que o Brasil importa sementes de amendoim da Argentina, é preciso que sejam adotadas medidas preventivas visando reduzir os riscos de introdução desse patógeno em áreas comerciais de amendoim do Brasil. Além disso, uma vez que o Brasil exporta amendoim in natura e blancheado para a Austrália, onde essa praga é considerada quarentenária, é importante que as empresas exportadoras estejam aptas a lidar com esse problema, e possam aproveitar a oportunidade ocupando mercados que antes eram dominados pela Argentina”, alerta o pesquisador.

Serviço:

Curso Identificação e quantificação de Thecaphora frezii em amostras de amendoim
Data: 13 de setembro de 2019
Local: Embrapa Meio Ambiente (Rodovia SP-340, Km 127,5, Tanquinho Velho, Jaguariúna, SP – Auditório Paulo Kitamura – sala B)
Carga horária: 8 horas
Informações: (19) 3311.2610 ou cnpma.eventos@embrapa.br

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais