Fonte: Embrapa

A Comissão de Comunicação do XI Congresso Brasileiro de Agroecologia (CBA), que acontece em Sergipe de 4 a 7 de novembro, promoveu na sexta (13/03/19) uma oficina com agentes de comunicação voluntários para articular as estratégias de cobertura do evento, que terá como palco o Campus da UFS em São Cristóvão.

O encontro, relizado na Didática 6 da UFS, contou com 36 participantes, entre membros da comissão, estudantes, integrantes de coletivos e projetos sociais ligados a comunidades e povos tradicionais, instituições e ONGs parceiras. 

Representaram a Embrapa Tabuleiros Costeiros o jornalista e supervisor de Comunicação Saulo Coelho e a publicitária Bia Ferreira, que vem atuando na criação de peças de comunicação visual e formulação de estratégias de divulgação do evento.

Uma das facilitadoras do encontro foi a analista de Transferência de Tecnologia e integrante do Núcleo de Agroecologia da Unidade da Embrapa Fernanda Amorim, que integra a Comissão de Organização do CBA.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Simplicidade, baixo custo e eficiência para o meio ambiente e especialmente para a saúde da família do produtor rural. A Fossa Séptica Biodigestora, tecnologia desenvolvida pela Embrapa Instrumentação (São Carlos, SP) há pouco mais de 15 anos, foi um dos temas da audiência pública, nesta quinta-feira (12), coordenada por uma comissão especial da Câmara dos Deputados constituída para discutir e encaminhar a proposta de alteração do marco legal (Projeto de Lei nº 3261/2019) para o saneamento básico no país. 

O chefe-geral da Embrapa Instrumentação (São Carlos/SP), João de Mendonça Naime, apresentou os dados sobre a tecnologia aos participantes da audiência pública, entre eles, diversos parlamentares, representantes do governo federal, empresas privadas e associações que atuam no desenvolvimento do saneamento básico urbano e rural no Brasil.

De acordo com dados do Instituto Trata Brasil de 2016, 83,3% da população brasileira têm acesso à água tratada, enquanto apenas 51,9%, ou seja, um pouco mais da metade da população acessam os serviços de coleta de esgoto, e apenas 44,9% têm acesso ao esgoto tratado.

Especificamente na zona rural, segundo dados do IBGE de 2014, do total de 31 milhões de habitantes, 15% da população têm rede de esgoto, e deste total, apenas 5,7% utilizam a rede pública de coleta de esgoto.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais