Fonte: Fapesp

Uma Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP é oferecida pelo projeto “Análise da qualidade da água on-line (ACQUA-OnLine)”, apoiado pela FAPESP no âmbito do Programa de Inovação Tecnológica (PITE) e desenvolvido pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O prazo de inscrição termina no dia 24 de setembro de 2019.

O objetivo é desenvolver um sistema baseado em sensores químicos para detectar 2-metilisoborneol (MIB) e geosmina (GEO) na água distribuída à população da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP).




Espera-se que o sistema realize análises in loco e de forma mais rápida que a instrumentação analítica usada atualmente.

A pesquisa busca desenvolver sensores químicos específicos baseados em polímeros com impressão molecular (MIPs) para detectar MIB e GEO em amostras de água reais, provenientes dos mananciais da RMSP.

Os candidatos interessados devem ter concluído o doutorado em Engenharia Elétrica, com ênfase em microeletrônica, Química ou em áreas relacionadas ao projeto.

A posição requer experiência prévia comprovada em técnicas de deposição de filmes finos (automontagem e spin coating), espectroscopia de impedância, fabricação e caracterização de sensores químicos e polímeros, de preferência por fabricação por impressão molecular. Também é desejável que o candidato tenha familiaridade com métodos qualitativos e quantitativos de análise de bancos de dados, como Análise das Componentes Principais e Regressão de Mínimos Quadrados Parciais.

As inscrições devem ser feitas enviando currículo Lattes atualizado, carta de interesse, súmula curricular e uma lista com o contato de três referências para o e-mail do coordenador do projeto, o professor Fernando Josepetti Fonseca (fjfonseca@usp.br).

Mais informações sobre a vaga em: www.fapesp.br/oportunidades/3176.

A oportunidade de pós-doutorado está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 15% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precise se mudar, poderá ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.
 

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais