Fonte: Embrapa

No prosa Rural desta semana (23 a 27/09/19) você conhecerá as potencialidades de uso da biomassa gerada pelas atividades agroindustriais.  A Embrapa Agroenergia e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) trabalham em conjunto para mapear biomassas, resíduos e efluentes produzidos no Brasil, para encontrar meios sustentáveis de utilização de todo esse material, minimizando problemas ambientais.
Participam do programa o pesquisador da Embrapa Agroenergia, Bruno Laviola, e o especialista em desenvolvimento produtivo da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, Antonio Tafuri.

Para saber todos os detalhes, fique ligado no Prosa Rural.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

A cafeicultura de precisão e a mecanização na cultura do café são algumas das novidades a serem apresentadas no X Simpósio de Pesquisa Cafés do Brasil, que ocorre no período de 8 a 11 de outubro de 2019, em Vitória, no Espírito Santo. Há menos de um mês para realização do evento, um dos mais concorridos do setor, a comissão organizadora já recebeu mais de 400 trabalhos de diferentes áreas, com ênfase à genética, melhoramento e biotecnologia, além de manejo de pragas e doenças.

Para saber mais sobre essa edição do Simpósio, acompanhe as entrevistas sobre o evento no Podcast Embrapa Café, espaço destinado a tratar de temas relacionados ao maior e mais importante evento científico da cadeia produtiva cafeeira.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Pesquisadores desenvolveram um novo fertilizante à base de hidrogel modificado, capaz de reunir em um único produto água e nutrientes e fazer a liberação de forma gradual. Seu uso racionaliza o emprego dos nutrientes, que são disponibilizados às plantas paulatinamente, ação obtida por meio de nanotecnologia. Desse modo, o produto reduz as perdas geradas por carreamento, que provocam impactos ambientais e financeiros. Além disso, a tecnologia é um modo de aumentar os intervalos de irrigação, uma vez que a água também é liberada aos poucos pelo produto, promovendo manejo hídrico mais eficiente e reduzindo custos.

Outra vantagem para o agricultor é que o custo de produção é cerca de 50% menor comparado aos produtos convencionais que, em média, custam em torno de R$ 45,00 o quilo, são exclusivos para a retenção hídrica e não fazem a liberação controlada dos nutrientes.

Nomeado de Fertgel, o produto pode ser aplicado em culturas anuais e sazonais de lavouras de pequeno ou grande porte, com formulações próprias para cada cultura.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais