Fonte: Embrapa

Pela primeira vez na América Latina, o XXV Congresso Mundial da União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal (IUFRO)  começou oficialmente nesta segunda-feira (30 de setembro), em Curitiba. A preocupação com a pressão sobre as florestas e como a pesquisa científica pode contribuir para elaboração de políticas públicas foram os principais enfoques dos discursos da cerimônia de abertura, na Expo Unimed.

Com o tema “Pesquisa Florestal e Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável”, o evento é realizado pela IUFRO , com apoio da Embrapa e Serviço Florestal Brasileiro (SFB), além de outras instituições parceiras.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Minas Gerais se destaca nacionalmente como o maior produtor de leite bovino. Entretanto, ocorre grande oscilação no fornecimento deste alimento por causa da redução na oferta de forragem para o gado no período de estiagem.

Segundo o pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Camilo de Lelis Teixeira de Andrade, o uso de silagem é uma alternativa importante, mas requer planejamento, ou seja, o produtor precisa preparar a quantidade de silagem de que necessita com antecedência.

Ele ressalta que a cultura do milho, em regime de sequeiro, também sofre com as irregularidades no regime de chuvas, e isto dificulta o planejamento da área de lavoura necessária para a produção de silagem.

“Com base nesse raciocínio, utilizamos ferramentas computacionais para, junto com informações de clima e de solo de diferentes regiões de Minas, estimar a produtividade esperada de silagem de lavouras semeadas em diferentes épocas, com ou sem o uso de irrigação e considerando ainda o risco de ocorrência de chuva na colheita”, diz Camilo.

No estudo, foram simuladas diversas datas de semeadura para o milho ao longo do ano.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Atualmente, a semente é um dos principais componentes do custo de produção de milho. Os gastos com esse insumo podem chegar a cerca de 20% do valor das despesas de custeio da lavoura. Mas também é possível obter resultados satisfatórios com investimentos menores em sementes.

Para plantio no fim da janela da segunda safra, produtores têm buscado materiais de custo mais baixo.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

A relação direta entre o uso responsável, a preservação e o conhecimento científico foi consenso entre os representantes do poder público e instituições de pesquisa presentes a abertura do XXV Congresso Mundial de Organizações de Pesquisa Florestal (IUFRO-2019). E este reconhecimento foi traduzido na premiação de dez cientistas com trabalhos de importância mundial e outros quatro pesquisadores brasileiros com reconhecida contribuição para a pesquisa florestal no país durante a sessão abertura.
Os premiados estrangeiros foram selecionados pela comissão cientifica do Congresso e os cientistas brasileiros foram indicados por meio de uma enquete realizada junto ao público florestal.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

A demonstração do uso de drones para aplicação de película que protege as plantas do estresse provocado pelo sol será uma das inovações apresentadas durante o XXVI Congresso Brasileiro de Fruticultura, que começa hoje, dia 30 de setembro, e vai até 04 de outubro, no Complexo Multieventos da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), em Juazeiro (BA).

O equipamento em ação poderá ser conferido no terceiro dia do evento (02/10/19).

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

O presidente da Associação Nacional dos Produtores de Coco (Aprococo), Reinaldo Ribeiro, visitou na tarde de sexta (27) a Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE). Acompanharam o dirigente setorial o secretário de Agricultura de Rodelas (BA) Marcos David e o assessor da Secretaria da Agricultura de Sergipe, Franuel Fagner. 

Ribeiro foi recebido pelos dirigentes da Unidade da Embrapa, Marcelo Fernandes, chefe-geral, Ronaldo Resende, chefe de Pesquisa, Alexandre Nizio, chefe de Transferência de Tecnologia, e Paulo de Carvalho, chefe de Administração. 

Em pauta, a agenda de pesquisa e as possibilidades de parcerias com o setor produtivo para desenvolvimento de soluções tecnológicas para revitalizar a cultura do coqueiro no Brasil.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais