Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

O Senado aprovou nesta quarta-feira (09/10/19) medida provisória (MP) que reabre as inscrições no Cadastro Ambiental Rural (CAR) por tempo indeterminado. O texto segue para sanção do presidente da República.

O texto de conversão da MP 884/2019, estabelece que a inscrição no CAR é obrigatória e por prazo indeterminado para todas as propriedades e posses rurais. No entanto, os proprietários e possuidores dos imóveis rurais que os inscreverem no CAR até o dia 31 de dezembro de 2020 terão direito à adesão ao Programa de Regularização Ambiental (PRA).

Ao justificar a proposta, o governo federal argumentou que atualmente existem mais de 5 milhões de propriedades registradas no Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (Sicar).

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Fapesp

Os gastos com saúde crescem exponencialmente em todo o mundo e, segundo relatório recentemente divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), já equivalem a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) global.

Na avaliação de especialistas, a eScience – termo usado para se referir às pesquisas multidisciplinares que lidam com grandes volumes de dados ou usam métodos computacionais sofisticados – pode ser uma ferramenta para aumentar a eficiência dos processos nesse setor, reduzir gastos com insumos e melhorar a prestação de serviços à população.

A avaliação foi feita pelos participantes do evento “Ciência e inovação digital em saúde“, realizado no dia 2 de outubro na sede da FAPESP.

O objetivo do encontro foi discutir como a pesquisa e a inovação na ciência de dados e o desenvolvimento de novos equipamentos estão solucionando alguns desafios da área da saúde e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida do cidadão.

“Inovações podem, seguramente, induzir ganhos de eficiência na área de saúde e a ciência de dados terá um papel fundamental nisso”, disse Rudi Rocha, professor da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV), durante o evento.

De acordo com o pesquisador, os gastos em saúde no mundo totalizam hoje US$ 10 trilhões e estima-se que, nas próximas duas décadas, devem chegar a US$ 24 trilhões.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais