Fonte: Embrapa

Em missão internacional até a próxima semana, o presidente da Embrapa, Celso Moretti, antecipou os principais resultados da série de contatos e encontros realizados na Hungria, no Reino Unido e no Catar. Hoje (31/10) e amanhã (1º/11), ele participa de encontro das Nações Unidas para o Meio Ambiente em Praga, na República Tcheca, para falar sobre o agro nacional.

Durante duas semanas neste mês de outubro, o senhor cumpriu uma agenda internacional intensa, com compromissos na Hungria, no Reino Unido, no Catar e na República Tcheca.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

O Seminário ‘Novas visões e estratégias em ILPF’, realizado em Campina Grande, no Agreste Paraibano, na quarta (30), foi marcado foi marcado por discussões técnicas e a certeza de que os estados do Nordeste têm, de fato, grande potencial para adoção da Integração Lavoura – Pecuária – Floresta.

Realizado na Embrapa Algodão, o seminário foi segundo de três encontros da série ‘ILPF no Nordeste: aprendizados e desafios’, que promove discussões técnicas e científicas sobre a Integração Lavoura – Pecuária – Floresta na região.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Países querem fazer parcerias para obter segurança alimentar

Em 50 anos, o Brasil passou da posição de importador de alimentos para a de líder em produção agrícola, o que despertou em vários outros países o desejo de repetir em seus territórios a experiência brasileira, disse o presidente da Embrapa, Celso Moretti.

Segundo Moretti, o que outros países desejam é buscar autonomia e segurança alimentar, a partir de parcerias com a Embrapa, a empresa que realiza – em cooperação com universidades e empresas privadas – pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação, proporcionando assim a liderança brasileira em alimentos; fibra; bioenergia; rebanhos bovinos; e suínos.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

A Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), dentro da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) 2019, com a ação ‘Portas Abertas’, recebeu, de 21 a 25 de outubro, dezenas de estudantes da capital e interior de Sergipe, Alagoas e Bahia na sua sede, em Aracaju, no campo experimental de Itaporanga – Reserva do Caju e na Unidade de Execução de Pesquisa (UEP) de Rio Largo, AL.

Alunos do Centro de Excelência Maria das Graças Menezes Moura, de Itabi, e do Colégio Francisco Rosa, de Aracaju, visitaram laboratórios de pesquisa na sede da Unidade, como o de Cultura de Tecidos Vegetais e o de Automação Agropecuária.

Visitaram o Campo de Itaporanga estudantes da Escola Sagrada Família, de Rio Real, BA, e do Colégio Esplendor, de Aracaju.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

A safra brasileira de cevada está estimada em 416 mil toneladas, com produtividade das lavouras 12% maior em relação ao ano passado. As cultivares de cevada da Embrapa, presentes em 70% da área de cultivo, favoreceram o bom desempenho das lavouras com sanidade e produtividade.

Os cultivos com cereais de inverno foram favorecidos pelo frio e clima seco durante o inverno na Região Sul.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Feridas na pele, inchaço da face, falta de apetite, inquietação ou apatia em bovinos, ovinos ou caprinos podem ser sinais de fotossensibilização, também conhecida pelo nome popular de requeima. A doença atinge ruminantes em geral, principalmente, no início das chuvas. Os prejuízos vão desde o gasto com tratamento, diminuição da produção de carne ou leite e até a perda de animais.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Onde está a solução para a produção de alimentos em condições adversas: altas temperaturas, mudanças climáticas ou ataque de pragas e doenças? Como aumentar a produtividade e a qualidade nutricional das hortaliças sem negligenciar a tradição alimentar dos brasileiros? A resposta certamente passa pelos bancos ativos de germoplasma (BAGs), que são estruturas que conservam amostras de germoplasmas – também conhecidas como acessos –, e reúnem o conjunto de materiais hereditários de espécies que garantem a rica variabilidade genética, imprescindível para as pesquisas realizadas no âmbito dos programas de melhoramento.

As pesquisas realizadas com os materiais preservados nos BAGs possibilitam o desenvolvimento de novas cultivares, garantindo o cultivo de alimentos, muitos originários de outros países, nas condições de clima e solo do Brasil.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

O projeto Bioeste Florestas realizou três seminários de 22 a 24/10 para um público diferente do habitual do projeto: alunos de graduação e pós-graduação das regiões Oeste e Sudoeste do Paraná. O objetivo foi levar a estes profissionais em formação as ações do projeto e discutir aspectos que afetam a viabilidade da cadeia produtiva de eucalipto como matéria-prima para geração de energia.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais