Fonte: Embrapa

Um delegação formada por 30 executivos de empresas associadas à Câmara Americana de Comércio para o Brasil (AmCham) visitou a Embrapa Territorial no dia 24 de outubro. A visita fez parte de uma programação de três dias promovida pela AmCham para conhecer o que há de mais inovador na região de Campinas. A equipe da Unidade apresentou trabalhos desenvolvidos com o uso da inteligência territorial.

O pesquisador e chefe-geral, Evaristo de Miranda, recepcionou a delegação e ressaltou a responsabilidade do centro de pesquisa de possuir uma visão sobre o que ocorre na agropecuária brasileira.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Foto: Divulgação Embrapa

A Embrapa está mapeando, por imagens de satélite, os viveiros de criação de peixes e outros animais aquáticos em todo o Brasil. As informações ficarão disponíveis em uma plataforma online, que abrigará vasta quantidade de dados georreferenciados sobre a atividade aquícola, e comporão um Sistema de Inteligência Territorial Estratégica (Site) da Aquicultura Brasileira.

O objetivo é utilizar os dados organizados nacionalmente para impulsionar ainda mais os números da produção aquícola do País, que se encontra em franco crescimento (veja quadro).

A plataforma em construção apresentará para a aquicultura os cinco quadros definidos na metodologia da Embrapa para sistemas de inteligência territorial estratégica: natural, agrário, agrícola, infraestrutura e socioeconômico (veja quadro abaixo).

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

A pesquisadora Magda Lima, da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP), participa da 17ª Reunião de Especialistas em Dados para o Banco de Dados de Fatores de Emissão do Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima (IPCC), que será realizada em Osaka, Japão, de 12 a 13 de novembro de 2019.

Nesta reunião, a pesquisadora apresentará resultados de experimentos de mensuração de gases de efeito estufa em sistemas de produção de arroz irrigado por inundação e de produção animal conduzidos no país, para fins de submissão de fatores de emissão específicos ao referido Banco de Dados.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Uma antiga demanda da Embrapa Hortaliças (Brasília, DF) está sendo atendida para além das expectativas iniciais: a reforma da estação de tratamento do esgoto de laboratório e doméstico deu origem a dois projetos, em andamento, que têm como pano de fundo o reúso de esgoto na agricultura.

Intitulados “Uso de sistemas conservacionistas, cultivo protegido e reúso de efluentes domésticos tratados como estratégias para aumento da resiliência dos sistemas de produção de hortaliças às mudanças climáticas” e “Metodologia para sistema de produção de hortaliças de baixo custo, utilizando o reúso de efluentes domésticos tratados de maneira segura”, os dois projetos foram aprovados, respectivamente, pelo Sistema Embrapa de Gestão (SEG) e pelo IICA (Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura).

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

O engenheiro-agrônomo Romulo Carvalho, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas, BA), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, ministra, nos dias 5 e 6 de novembro, curso técnico de monitoramento digital de coberturas vegetais na entrelinha de citros por meio do uso de imagens aéreas de aeronaves remotamente pilotadas (ARP).

O curso visa capacitação técnica no uso de softwares livres que auxiliam, com precisão, a análise de imagens aérea de coberturas vegetais a partir de padrões de cores pré-estabelecidos, utilizando-se artifícios de inteligência artificial (redes neurais supervisionadas) para reconhecer padrões e classificar a imagem aérea, possibilitando o monitoramento temporal sistemático do desenvolvimento da cobertura nas entrelinhas dos citros e visando determinação de percentuais totais dos padrões das coberturas.

O treinamento é ofertado à estudante Laiane Sherly Gomes Torres, bolsista da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) que atua no projeto “Avaliação de novas combinações de copas/porta-enxertos, manejo fitossanitário e boas práticas de cultivo em citros no Estado do Amazonas”, mais conhecido como Citros Amazonas, liderado por José Eduardo Borges de Carvalho, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Um grupo de cientistas da Holanda, Brasil e Estados Unidos, com a participação da Embrapa Meio Ambiente (SP), descobriu que as plantas, quando atacadas por patógenos nas raízes, são capazes de interagir com fungos e bactérias do solo para se proteger de doenças em uma escala muito mais complexa e ampla do que já era conhecida pela ciência.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Faemg

Em clima de alegria, a turma de alunos que participou do Programa Agente de Turismo Rural, do Sistema Faemg / Senar Minas, recebeu na última semana o certificado de conclusão do curso. A cerimônia foi realizada no distrito Porto dos Mendes, em Campo Belo. Autoridades dos municípios de Campo Belo e Cana Verde, parceiros e comunidade do distrito participaram da solenidade.

“Foi feito um grande trabalho com a turma.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Faemg

Imagem: Seapa/Divulgação

O novo decreto revoga um anterior com restrições que impactavam “negativamente as usinas de açúcar e etanol, que enfrentavam dificuldades para financiar a produção”
O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que simplifica e desburocratiza o zoneamento de plantio de cana-de-açúcar, em razão das novas tecnologias no uso racional de água e o desenvolvimento de novos equipamentos da colheita mecanizada.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Aos poucos, e por merecimento, o mel das abelhas nativas brasileiras da tribo Meliponini – sem ferrão – vêm ganhando espaço no seleto mundo gastronômico gourmet. Na última terça-feira, 5 de novembro, a doçura dos méis das jataís, tiúbas, mandaçaias, uruçus e borás roubaram a cena do programa Master Chef Brasil, exibido pela TV Bandeirantes.

Os competidores do Programa se dividiram em equipes para preparar o prato principal e sobremesa a 40 descendentes de imigrantes.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais