Fonte: Faemg

O Sindicato dos Produtores Rurais de Capitólio e o Sistema Faemg/Senar Minas lançaram esta semana, durante a Feira Terra Nossa, na praça central da cidade, o Capitólio Rural Tur Abrindo Porteiras. O projeto é resultado do curso de Agente de Turismo Rural realizado pelo Senar no município. Participaram 15 empresários que trabalham no turismo local em pousadas e passeios náuticos.




Atualmente, Capitólio é um dos destinos mais procurados do país pelas suas belezas naturais e os cânions do Lago de Furnas.

O projeto foi apresentado para a comunidade local e reuniu centenas de pessoas no evento. O público conheceu os novos roteiros rurais e os produtos que encontrarão nessas localidades, como a culinária típica da região somada ao artesanato local. O evento também teve atrações artísticas com o desfile de crianças representando a cultura do café e do leite, homenagens e música da Orquestra de Viola Arraial dos Franciscos.

Turma de agentes com o prefeito de Piumhi (ao centro) e secretários de turismo da região

O evento atraiu também prefeitos da região. O prefeito de Piumhi, Edeberto José de Melo, e secretários de turismo conheceram o projeto e demonstraram interesse em criar rotas rurais em seu município. O prefeito de Capitólio, José Eduardo Terra Vallory, destacou a importância do trabalho para o momento vivido pelo município, que recebe milhares de turistas todos os meses.  “Nós temos uma região geograficamente maravilhosa. O turista vem em busca das belezas naturais dos cânions, mas temos muitas outras a oferecer que estão nas comunidades rurais”. José Eduardo também destacou a importância de ofertar novos produtos para os visitantes, de forma a fomentar o segmento do turismo e o manter em evidência.

Entre os produtores rurais que participam do projeto, a expectativa é grande para que se aumente a renda das famílias que passarão a receber os grupos de turistas. “A nossa expectativa é extremamente positiva, principalmente para nós, mulheres que vivemos na comunidade. Além da produção da família poderemos também aumentar a renda familiar com o nosso trabalho”, disse Solange Zamoner (foto abaixo), da comunidade do Grotão, que investiu na linha de produtos veganos.

Agentes

Henrique Silva, empresário do turismo náutico, destaca a importância do curso de Agente de Turismo Rural. Trabalhando há quatro anos nesse segmento, ele ressalta o quanto o seu trabalho ficou mais eficiente nos últimos meses em que participava do curso. Para a instrutora Dóra Aparecida Pedroso da Silva, o resultado do trabalho é maravilhoso e a grande importância é mostrar em primeira mão para a população local, que vai orientar os turistas que chegam a Capitólio.

Com a proposta de viver experiências únicas e inesquecíveis do turismo rural, os agentes criaram duas rotas: a Porteira Aberta, que oferecerá visita à comunidade de Macaúbas, que tem igreja, casarão colonial, cachoeira, produção de quitandas e artesanato local. O passeio terminará com a sugestão de um “by night rural”, que reúne música, causos e um jantar tipicamente caipira. No Roteiro Vida Simples o turista vai encontrar a cachoeira Fecho da Serra e propriedades rurais para saborear um café com contos e prosas, experimentar a rotina da horta e da lavoura, um jantar caipira com direito a sobremesa com doces caseiros e roda de viola.

Para o presidente da Associação dos Empresários do Turismo de Capitólio (ASCATUR), Lucas Arantes Barros, que mantém um hostel na cidade, o município precisa vivenciar a sua história e a maior parte dela está centrada na zona rural. Ele também destaca que o turista vem em busca desse conhecimento e que é preciso criar condições para oferecer novas atrações para o turismo.

Prefeito de Caipitólio (de camisa de botões) posa com os agentes de turismo rural durante o evento

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais