Fonte: Embrapa

Estudantes participam de Campeonato de Herbologia. Foto: Fernando da Silva

Iniciou-se nesta segunda-feira (13/01/20), na Estação Experimental Terras Baixas (ETB) da Embrapa Clima Temperado (Pelotas/RS), a 26ª Jornada de Herborbologia do Rio Grande do Sul. O evento, que é itinerante pelo Estado, busca integrar estudantes, pesquisadores e professores e ampliar conhecimentos na área.




As atividades ocorrem durante a semana, em diversos municípios, até o dia 17 de janeiro.

Pela manhã, em área experimental da Embrapa, a Jornada teve início com o 5º Campeonato Sul-Brasileiro de Herbologia. Dez estudantes de graduação e pós-graduação participaram de provas para diagnóstico de problema e recomendação de manejo em lavoura de soja; para identificação de plantas daninhas e recomendação de manejo em lavoura infestada; e para identificação de herbicidas a partir de sintomas apresentados por diferentes culturas.

O Campeonato também contou com prova de cálculo relacionado à aplicação de produtos, realizada na Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel da Universidade Federal de Pelotas (Faem/UFPel). A competição contará ainda com mais uma etapa para identificação de 25 plantas daninhas em área experimental da Embrapa Trigo (Passo Fundo, RS). Ao fim do evento, serão reconhecidos os três primeiros colocados em cada prova e os primeiros colocados gerais.

A ideia é preparar os estudantes para o mercado de trabalho. A avaliação leva em conta a resposta correta, mas também o trato com o suposto produtor, representado pelos professores avaliadores. “Aqui é um grande tira-teima daquela teoria e da forma como eles vão enfrentar o sistema produtivo brevemente”, afirma o pesquisador e coordenador-técnico da ETB, André Andres. 

Para o professor da UFPel e coordenador do Campeonato, Carlos Eduardo Schaedler, a atividade ajuda a ampliar as habilidades dos estudantes e os conhecimentos menos aprofundados na academia. “Proporciona ampliar o entendimento do funcionamento de diversos herbicidas, de diferentes espécies (de plantas daninhas) e de diferentes culturas”, completa.

A estudante do sétimo semestre de agronomia do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), Julia Ribas, participou do Campeonato e vê a experiência como uma oportunidade de agregar conhecimento. “Na teoria é tudo muito mais fácil e quando a gente vem pro campo, no início fica meio apavorado, porque as coisas são muito diferentes. Essa Jornada e as provas proporcionam identificar nossos erros e acertos dentro da nossa área”, finalizou.

Visitas

À tarde, a Jornada de Herbologia contou com a presença de 60 participantes, que visitaram as áreas experimentais de arroz e os trabalhos de pesquisa realizados na UFPel e na Embrapa. Além de Pelotas, os participantes ainda passarão por áreas experimentais nos municípios de Bagé, Eldorado do Sul, Cachoeirinha, Vacaria, Passo Fundo, Sertão e Erechim para conhecer diferentes realidades produtivas. 

A 26ª Jornada de Herbologia é uma realização da Embrapa, Instituto Rio Grandense do Arroz (IRGA), UFPel, Universidade de Passo Fundo (UPF), IFRS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Universidade de Caxias do Sul (UCS) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Riograndense (IFSul).

FONTE

Embrapa Clima Temperado
Francisco Lima – Jornalista

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais