Clique na imagem para ver o vídeo de USP.




Com apoio da FAPESP, pesquisadores têm usado a árvore tipuana como marcadora dos níveis de poluição em São Paulo. Com uma broca, retiram amostra da madeira e identificam em cada anel de crescimento a presença dos elementos químicos que estavam na atmosfera na época em que o anel se formou. O estudo mostra que a concentração de vários metais pesados diminuiu nas últimas três décadas.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais