Fonte: DW Brasil




Ao longo do tempo, muitos animais desenvolveram estratégias de sobrevivência que os protegem, por exemplo, de doenças cardíacas e insuficiência renal. O que podemos aprender com isso? A cientista de Harvard, Barbara Natterson-Horowitz, defende que devemos ter um novo olhar sobre as semelhanças entre “a nossa espécie e outras”. E do ponto de vista psicológico? Seres humanos e bichos são tão diferentes assim? A equipe do Futurando conversou sobre esse assunto com a médica veterinária brasileira Ceres Faraco, mestre e doutora em psicologia.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais