Fonte: DW Brasil TV




Dependendo do estágio de desenvolvimento, bebês prematuros param de respirar até 15 vezes por hora. “O bebê prematuro, na realidade, ainda deveria estar no ventre materno. É lá que ele treina seus músculos respiratórios e, de vez em quando, faz uma pausa”, explica Ulrich Thome, diretor do departamento neonatal do Hospital Universitário de Leipzig. Quando isso acontece, a estimulação tátil ajuda o bebê a voltar a respirar. Equipes de enfermagem de UTIs neonatais se deparam com esse problema constantemente. Para ajudá-las, pesquisadores querem desenvolver uma máquina que dê esse “toque especial”, como você vê no Futurando.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais