Fonte: Canal Rural




O crescimento estimado do Brasil em 2020 foi reduzido para zero. De acordo com secretários do Ministério da Economia, a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, aliada à guerra do preço do petróleo, fizeram com que o PIB que, no dia 9 de março, estava estimado em 2,1% fosse reduzido a 0,02%.
Bancos e consultorias já preveem um resultado muito fraco da economia brasileira este ano, com chance, inclusive, de uma nova recessão por causa da pandemia do novo coronavírus. Para diminuir o impacto da expansão da doença na economia, o governo tem anunciado uma série de ações nos últimos dias. Ao todo, com as medidas anunciadas até agora, o impacto total é de R$ 180 bilhões , informou o governo.
O economista-chefe da Necton, André Perfeito, acredita que a projeção é otimista e que o tombo vai ser ainda maior, projetando para um queda de 10% esse ano. “O PIB brasileiro é em torno de R$ 7,3 trilhões, se você pegar um mês de PIB, temos 600 bilhões. Então, se não tiver um conjunto de medidas que garantam o fluxo de rendas e produções nesse montante, isso implica a dizer um tombo de uns 10% do PIB”, explica o economista.
Em meio a tudo isso, Perfeito dá a boa notícia que o banco central norte-americano fez um programa bastante amplo de swap cambial, para que o dólar não suba ainda mais.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais