Fonte: EFE




O ministro da Saúde, Nelson Teich, com pouco menos de um mês no cargo, pediu exoneração nesta sexta-feira, segundo divulgou a pasta, pouco depois de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, realizada em Brasília.A decisão foi divulgada pelo Ministério da Saúde em um breve comunicado, que apenas anunciava o pedido de demissão e que seria divulgado horário de uma entrevista coletiva nas próximas horas. Teich, que é oncologista e não tinha experiência prévia na administração pública, sucedeu no cargo Luiz Henrique Mandetta, que foi defensor da imposição do isolamento para conter a propagação da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais