Fonte: Euronews




São aliados essenciais para a produção de alimentos, mas estão em declínio a um ritmo alucinante. Um novo estudo de investigadores europeus avança números alarmantes e assinala que 41% de todas as espécies de insetos está a desaparecer. Os vastos hectares repletos de pesticidas por toda a Europa transformaram-se em campos de extermínio para muitas espécies, segundo as organizações ambientais. O “Atlas de Insetos”, desenvolvido pela agência europeia da ONG Amigos da Terra e pela Fundação Heinrich Böll, apela a modelos agrícolas sustentáveis, à redução dos pesticidas e a uma reforma da Política Agrícola Comum – dedicando metade do financiamento aos objetivos ambientais. Segundo o relatório, 75% das colheitas dependem da polinização por insetos. A Europa está a negociar o orçamento para os próximos 7 anos, os ativistas esperam o melhor para o futuro do planeta e que o zumbido que têm vindo a fazer chegue aos ouvidos da Comissão Europeia.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais