Fonte: SBT




Em São Paulo, o comércio retoma o funcionamento apostando em promoções e estratégias para recuperar as vendas perdidas por conta da crise do coronavírus. Com o cenário ainda incerto, comerciantes buscam negociar preços e prazos com fornecedores, além de oferecer ofertas de descontos e facilidades que atraiam os clientes de volta às lojas. A Federação do Comércio de São Paulo (FecomercioSP) estima que a crise econômica causada pela pandemia vai provocar o fechamento de cerca de 50 mil lojas de varejo em todo o país. Cerca de 450 mil trabalhadores devem ser demitidos até o fim do ano pelo setor responsável por 8,5 milhões de empregos diretos. De acordo com o assessor econômico da FecomercioSP, Altamiro Carvalho, programas de auxílio à população e empresas criados pelo governo atenuaram a atual situação, que poderia ser pior. Entretanto, a Federação estima um prejuízo de R$ 130 bilhões em comparação ao ano passado.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais