Fonte: DW Brasil




A promessa de um computador quântico, que use uma ciência de certa forma ainda pouco conhecida para filtrar um volume gigantesco de informações, foi cumprida pela Google em 2019. A empresa desenvolveu um processador que superou supercomputadores existentes. Como, afinal, funciona um equipamento assim? Ele tem espaço na rotina de pessoas comuns? Ou ficará restrito aos laboratórios? É o que este vídeo do Futurando explica.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais