Fonte: Canal Rural




Mesmo com a economia em recessão, os preço dos alimentos tiveram valorização durante pandemia da Covid-19. O preço do arroz valorizou cerca de 124% no ano e 17,91% em apenas um mês. Feijão, carne e leite aumentaram 25,15%, 22,69% e 14,30% respectivamente.

O comentarista do Canal Rural Miguel Daoud afirma que o movimento inflacionário decorre de um desbalanço entre oferta e demanda. “A China vem demandando muitos produtos e, no mercado interno, a maioria das pessoas utilizaram o auxílio emergencial para comprar comida, porque antes não tinham condições, então você tem diminuição da oferta e aumento da procura, isso acabou gerando esse efeito econômico que é a inflação”, diz.

Daoud afirma que o real desvalorizado influência no aumento da procura. “Quando você tem uma moeda desvalorizada, o seu produto se torna mais barato lá fora, e acaba criando uma maior procura”, diz.

Apesar da situação complicada, o comentarista acredita que a economia brasileira não deve registrar uma alta tão grande da inflação.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais