Fonte: Canal Rural




Depois de uma severa estiagem, a agricultura do Rio Grande do Sul se recupera e a primeira estimativa da Safra de Verão 2020/2021 da Emater/RS-Ascar indica a segunda maior safra da história. Em uma área total de 7,8 milhões de hectares (1,8% superior ao ano anterior), deverá haver uma produção 40,2% maior que a safra passada, atingindo 32,5 milhões de toneladas dos principais grãos de verão (soja, milho, arroz e feijão). A maior safra do Estado foi em 2017, com mais de 33,6 milhões de toneladas de grãos colhidos.

De acordo com o levantamento, a soja tem a expectativa de maior aumento na produção (68,8%) e na produtividade (65,7%) em relação à última safra, possibilitando uma colheita de cerca de 19 milhões de toneladas, sendo 3,1 ton/ha, em uma área de 6 milhões de hectares, apenas 1,6% maior que no ano anterior.

Segundo o diretor técnico da Emater/RS, Alencar Rugeri, os dados apresentados foram coletados de 7 a 21 de agosto. É importante ressaltar que eles estão baseados na tendência apresentada pelas produtividades médias municipais registradas ao longo dos últimos 10 anos. E, por isso, estão muito acima do resultado obtido na última safra que foi prejudicada pela estiagem.

Segundo o secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, essa é uma grande notícia que chega em um momento de muita expectativa sobre como será a retomada das atividades no Estado. “Nossos produtores sofreram muito com a estiagem este ano, e logo na sequência veio a pandemia, causando ainda mais problemas. Com a expectativa de uma safra recorde, sentimos que este verão trará o estímulo necessário para que os nossos produtores possam recuperar suas forças e continuar construindo um Rio Grande mais forte”.

Confira a estimativa para os demais grãos de verão:

Milho

Área 786,9 mil ha (+4,7%)
Produção 5,9 milhões ton (+43%)
Produtividade 7,5 ton/ha (+34,8%)

Arroz

Área 967,4 mil hectares (+1,7%)
Produção 7,5 milhões ton (-2,1%)
Produtividade 7,8 ton/ha (-3,9%)

Feijão primeira safra

Área 37,3 mil ha (+0,8%)
Produção 64,5 mil ton (+19%)
Produtividade 1,7 ton/ha (+17,6%)

Milho silagem
Área 356,8 mil hectares (+0,7%)
Produção 12,9 milhões ton (+43%)
Produtividade 36,2 ton/ha (+41,6%)

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais