Fonte: Matéria de Capa




Durante pesquisa na Sibéria, um cientista francês encontra um vírus de 30 mil anos, mais de três vezes o tempo estimado do homem na Terra, e comprova a teoria de que vírus e bactérias antigos, escondidos sob o gelo, podem reviver e constituem um perigo para a humanidade. O risco é maior ainda diante da constatação de que o Ártico está se aquecendo num ritmo duas vezes mais rápido do que o restante do planeta. Na medida em que as calotas polares perdem a cobertura de gelo, elas revelam segredos guardados há milhares ou até milhões de anos, incluindo restos de animais pré-históricos. A ciência comprova: esta não é a primeira vez que o planeta passa por uma fase de aquecimento. Na primeira, os resultados foram devastadores.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais