Fonte: Embrapa

A live debate tendências de mercado, tecnologias e a história da pesquisa com frutas na região. Foto: Reprodução

As frutas amazônicas têm ganhado a cada ano mais projeção nacional e internacional, tendo como carros-chefes o açaí e a castanha-do-brasil. Por outro lado, uma infinidade de frutos tem atraído a atenção do mercado e da pesquisa seja por suas características sensoriais, de sabores e texturas únicas ou pelo potencial uso para fármacos e cosméticos.




Para tratar destes e outros temas ocorre a Live: Frutas Nativas da Amazônia: desafios para a conquista de novos mercados.

O evento online é aberto ao público e será no dia 7 de outubro de 2020, às 15 horas, no Canal da Embrapa do Youtube.

Na condução do debate teremos a pesquisadora da Embrapa Amazônia Oriental, Márcia Maués, uma especialista em polinização, assunto que tem tudo a ver com frutas, pois quase 90% das espécies de flores silvestres dependem dos polinizadores, assim como 75% das plantações de alimentos.

A pesquisadora mediará o bate-papo virtual sobre uma cadeia vital à economia e à sustentabilidade regionais e recebe como debatedores os também pesquisadores da Embrapa Amazônia Oriental José Urano de Carvalho, Walnice Maria Oliveira do Nascimento e Rafael Moyses Alves. Integram ainda a bancada digital o chefe de pesquisa da Embrapa Roraima, Edvan Alves Chagas, e o produtor Ivan Saiki, da Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu – PA (Camta).

A história da pesquisa com frutas nativas que já somam mais de duas décadas de trabalho, será apresentada pelo pesquisador José Urano de Carvalho, como primeiro debate da live.

Na sequência, a pesquisadora Walnice Oliveira de Carvalho apresenta como uma amostra dessas décadas de trabalho foi condensada e disponibilizada gratuitamente por meio do lançamento do Calendário de fruteiras na Amazônia: nativas e exóticas. A publicação digital pode ser acessada no Portal da Embrapa e apresenta de maneira simples o cultivo de 21 espécies frutíferas nativas, exóticas ou nacionais introduzidas, auxiliando no planejamento da produção racional e o estímulo ao desenvolvimento local.

O debate segue com chefe de pesquisa da Embrapa Roraima, Edvan Alves Chagas, que terá como tema as especificidades da pesquisa com frutas em Roraima e as expectativas do mercado local para essa cadeia.

O cupuaçu que é fruto muito apreciado na região, está em fase de expansão de mercado, seja como polpa e interesse gastronômico geral, mas também na indústria de cosméticos. Para falar sobre essa espécie e também sobre o taberebá, conhecido em muitas regiões como cajá, a live contará com participação do pesquisador Rafael Moyses.

Mas como anda o mercado para essas frutas? Quem vai ajudar a entender essa questão do ponto de vista da produção, da comercialização e a da aceitação dessas frutas nos diversos mercados é o produtor Ivan Saiki, membro de uma das maiores cooperativa de frutas do Pará, a Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu (Camta).

Serviço
Live: Frutas Nativas da Amazônia: desafios para a conquista de novos mercados.
Data: 7 de outubro de 2020
Hora: 15 horas (horários de Brasília)
Canal da Embrapa no Youtube: youtube.com/embrapa

FONTE
Embrapa Amazônia Oriental
Kélem Cabral – Jornalista

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais