Fonte: BBC TV




Se você é cliente de alguma instituição financeira, ela provavelmente tem tentado convencê-lo a fazer o cadastro no Pix. O novo meio de pagamento eletrônico instantâneo que vem sendo desenvolvido pelo Banco Central será lançado em 16 de novembro de 2020 e vai permitir transferências bancárias a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana e sem ônus — o que pode significar o fim do TED e do DOC, que hoje podem custar mais de R$ 15. O impacto, porém, vai bem além da gratuidade nas transferências.

Neste vídeo, a repórter Camilla Veras Mota explica como o Pix vai funcionar e por que ele também pode substituir os boletos bancários e mudar a experiência de consumo no débito e em dinheiro em espécie.

Leia também a reportagem: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-54331169

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais