Fonte: Record




Pela primeira vez na história, duas mulheres venceram juntas o Prêmio Nobel de Química. A francesa Emanuéle Charpentiér e a americana Jenifer Doudna desenvolveram um método de edição do DNA. A descoberta é chamada de Crispr e funciona como uma tesoura genética, capaz de cortar regiões específicas do genoma. A tecnologia pode ajudar no tratamento do câncer e na cura de doenças hereditárias.

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.



Compartilhe esta postagem nas redes sociais