Fonte: Embrapa

Foto: Ronaldo Rosa – Pesquisadores acompanharam, nas últimas duas décadas, a produção de frutos de espécies nativas e exóticas
  • Embrapa lança calendário de fruteiras da Amazônia para orientar produtores da região.

  • Vinte e uma espécies de fruteiras nativas, exóticas ou nacionais introduzidas fazem parte da publicação.

  • Disponível para download gratuito, a obra vai contribuir para gerar novas oportunidades de renda para os produtores e estimular a conservação da biodiversidade amazônica.

  • A expectativa é que colabore também para a domesticação das espécies e produção em escala comercial.

  • As frutas amazônicas têm um amplo e diversificado mercado, que vai desde a alimentação e cosméticos a fármacos.

Embrapa Amazônia Oriental (PA) oferece aos produtores amazônicos uma publicação que orienta, de maneira simples e com recursos visuais, o cultivo de 21 espécies frutíferas nativas, exóticas ou nacionais introduzidas, auxiliando assim o planejamento da produção comercial e o estímulo ao desenvolvimento local.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Foto: Sérgio Medeiros – Animais que recebem dietas ricas em grãos têm melhor conversão alimentar em comparação aos bovinos alimentados com maior porcentagem de volumoso
  • Experimentos mostram que conversão alimentar dos animais que recebem a dieta de alto concentrado é melhor.

  • A necessidade de consumo para cada quilo de ganho de peso pode cair pela metade.

  • Considerado o valor médio de duas dietas constrastantes (com 70% e 20% de volumoso) em confinamento, com mil cabeças de gado e ganho médio de peso de 150 kg por animal, a economia seria de cerca de R$ 400 mil. 

  • A dieta é metabolicamente mais eficiente, produzindo menos metano para cada quilograma de alimento ingerido.

  • Além disso, o bovino atinge o peso final em tempo menor, principal motivo da redução de emissão de GEEs.

  • A pesquisa tem recomendações para o manejo e alerta para que a viabilidade da dieta seja avaliada de acordo com as condições da propriedade, e revista a cada ano. 

Pecuaristas brasileiros têm investido em dietas ricas em grãos e alimentos não fibrosos para bovinos de corte.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Agência Bori

• Estudo da FGV revela que 45,6% dos trabalhadores em regime home office tem estado de humor afetado pela pandemia
• Pessoas que moram sozinhas tiveram nível de bem-estar abaixo do recomendado pela OMS
• Principais queixas são de preocupação com questões financeiras, ansiedade com a saúde de um membro da família e sensação de isolamento e solidão

Os efeitos do home office na saúde do trabalhador podem ir além da fadiga e das dores no corpo.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais