Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg

Conheça a Agricultura Digital, revolução tecnológica na agricultura resultante de uma forma inteligente de juntar no campo conhecimento científico de base, ferramentas computacionais, equipamentos avançados e dados. O Brasil faz parte de um pequeno grupo de países que está na vanguarda dessa revolução e na Embrapa concentram-se os esforços da pesquisa agropecuária para integrar tudo aquilo que de mais importante está sendo feito nesse campo.A Embrapa Informática Agropecuária desenvolve com seus parceiros um trabalho de tecnologia da informação, totalmente baseado em ciência, que veio para manter o País na liderança da agricultura tropical, com responsabilidade econômica, ambiental e social.

Fonte: Embrapa

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Clique na imagem para ver o vídeo

Conheça a Agricultura Digital, revolução tecnológica na agricultura resultante de uma forma inteligente de juntar no campo conhecimento científico de base, ferramentas computacionais, equipamentos avançados e dados. O Brasil faz parte de um pequeno grupo de países que está na vanguarda dessa revolução e na Embrapa concentram-se os esforços da pesquisa agropecuária para integrar tudo aquilo que de mais importante está sendo feito nesse campo.A Embrapa Informática Agropecuária desenvolve com seus parceiros um trabalho de tecnologia da informação, totalmente baseado em ciência, que veio para manter o País na liderança da agricultura tropical, com responsabilidade econômica, ambiental e social.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

A Associação Brasilieira de Produtores de Milho – Abramilho realiza nesta quarta-feira, 20/02, às 9h, na sede da
Associação em Brasília, um Encontro Técnico com a participação dos produtores,
representantes da indústria e da pesquisa, tendo como objetivo a troca de experiência para aplicação de tecnologias e desenvolvimento de produtos e processos com resíduos da cadeia produtiva e beneficiamento do milho.

Está na programação do debate a produção de biogás (energia elétrica e veicular) a partir da biomassa do milho em ciclo
sustentável, tema que será apresentado pelo presidente da Abiogás, Alessandro Gardemann; da Datagro, Plinio Nastari; da
Castrolanda, Vinicius Fritsch; e pelo produtor rural Jan Haasjes.
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Nesta terça (19), das 8h30 às 17h, acontece na Embrapa Mandioca e Fruticultura, em Cruz das Almas (BA), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a I Convocatória ConCopioba, que integra o projeto Caminhos para Indicação Geográfica (IG) da Copioba.
Aberto a pesquisadores, professores, técnicos, produtores, representantes do poder público e de agências de fomento, o evento é uma realização da Rede Copioba, composta pela Embrapa, Universidade Federal da Bahia (Ufba), Programa Bahia Produtiva, Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater) e Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado da Bahia (Fetag-BA).
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

A Embrapa Arroz e Feijão contou hoje (18), pela manhã, com a presença do presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (CREA-GO), engenheiro agrônomo Francisco Antônio Silva de Almeida. Recebido na sala de reuniões da Chefia por uma equipe de pesquisadores e analistas da Unidade e dos Núcleos Regionais da Embrapa Soja e Embrapa Algodão, ele assinou, junto aos chefes geral e de transferência do centro de pesquisa, Alcido Wander e André Coutinho, respectivamente, o contrato de cooperação entre as duas entidades, visando à parceria em eventos técnicos e institucionais.

A reunião para celebração do acordo de capacitação entre as duas instituições teve duração de uma hora.
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

A Embrapa Arroz e Feijão contou hoje (18), pela manhã, com a presença do presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (CREA-GO), engenheiro agrônomo Francisco Antônio Silva de Almeida. Recebido na sala de reuniões da Chefia por uma equipe de pesquisadores e analistas da Unidade e dos Núcleos Regionais da Embrapa Soja e Embrapa Algodão, ele assinou, junto aos chefes geral e de transferência do centro de pesquisa, Alcido Wander e André Coutinho, respectivamente, o contrato de cooperação entre as duas entidades, visando à parceria em eventos técnicos e institucionais.

A reunião para celebração do acordo de capacitação entre as duas instituições teve duração de uma hora.
[more]Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Empresas do setor de papel e celulose conhecem as pesquisas desenvolvidas na Embrapa Agroenergia (Brasília/DF) nesta terça-feira, 19 de fevereiro, a partir das 9h. O evento faz parte de uma iniciativa da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação – Embrapii e da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel – ABTCP de levar as empresas até as suas unidades.

Durante o ROADSHOW “Inovação na prática para o setor de papel e celulose” as empresas participantes poderão esclarecer eventuais dúvidas acerca dos produtos e serviços oferecidos, e iniciarem a estruturação de projeto de inovação com subsídio financeiro da Embrapii.
[more]Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Empresas do setor de papel e celulose conhecem as pesquisas desenvolvidas na Embrapa Agroenergia (Brasília/DF) nesta terça-feira, 19 de fevereiro, a partir das 9h. O evento faz parte de uma iniciativa da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação – Embrapii e da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel – ABTCP de levar as empresas até as suas unidades.

Durante o ROADSHOW “Inovação na prática para o setor de papel e celulose” as empresas participantes poderão esclarecer eventuais dúvidas acerca dos produtos e serviços oferecidos, e iniciarem a estruturação de projeto de inovação com subsídio financeiro da Embrapii.
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Teresa Cristina e Sebastião Barboza visitaram em quatro dias unidades de produção de frutas, flores, camarão, pescado, caprinos, bovinos e aves que poderão subsidiar futuros projetos e políticas públicas na região

O município de Cabaceiras, na Paraíba, marcou o final de uma viagem de quatro dias da comitiva do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento pelo Nordeste que passou também pelos estados do Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte. A ideia era conhecer projetos que têm apoio do Mapa na região e que poderão subsidiar posteriormente o Plano de Ação para Geração de Emprego e Renda no Nordeste, que será elaborado pela Ministra para ser entregue ao Governo Federal.

“Nossa intenção é reunir todos os dados disponíveis sobre os projetos voltados à agricultura familiar, à pesca e à aquicultura, assuntos fundiários e demandas do Serviço Florestal, que estão sendo coordenados por outras áreas do governo, sistematizando esforços e iniciativas por microrregiões.
[more]Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Teresa Cristina e Sebastião Barboza visitaram em quatro dias unidades de produção de frutas, flores, camarão, pescado, caprinos, bovinos e aves que poderão subsidiar futuros projetos e políticas públicas na região

O município de Cabaceiras, na Paraíba, marcou o final de uma viagem de quatro dias da comitiva do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento pelo Nordeste que passou também pelos estados do Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte. A ideia era conhecer projetos que têm apoio do Mapa na região e que poderão subsidiar posteriormente o Plano de Ação para Geração de Emprego e Renda no Nordeste, que será elaborado pela Ministra para ser entregue ao Governo Federal.

“Nossa intenção é reunir todos os dados disponíveis sobre os projetos voltados à agricultura familiar, à pesca e à aquicultura, assuntos fundiários e demandas do Serviço Florestal, que estão sendo coordenados por outras áreas do governo, sistematizando esforços e iniciativas por microrregiões.
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Alunos do primeiro ano do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Acre (Ufac) visitaram a Embrapa Acre, no dia 12 de fevereiro. A visita técnica faz parte da grade curricular da disciplina “Introdução à Engenharia Florestal” e teve como objetivo conhecer as pesquisas desenvolvidas pela Empresa e as tecnologias voltadas para o manejo de florestas.

O analista Daniel Papa, coordenador da atividade, falou aos visitantes sobre a missão, dinâmica de trabalho e áreas de atuação da Unidade, destacando o manejo florestal de precisão com enfoque no uso de tecnologias ARPs (Aeronaves Remotamente Pilotadas) como os drones.
[more]Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Alunos do primeiro ano do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Acre (Ufac) visitaram a Embrapa Acre, no dia 12 de fevereiro. A visita técnica faz parte da grade curricular da disciplina “Introdução à Engenharia Florestal” e teve como objetivo conhecer as pesquisas desenvolvidas pela Empresa e as tecnologias voltadas para o manejo de florestas.

O analista Daniel Papa, coordenador da atividade, falou aos visitantes sobre a missão, dinâmica de trabalho e áreas de atuação da Unidade, destacando o manejo florestal de precisão com enfoque no uso de tecnologias ARPs (Aeronaves Remotamente Pilotadas) como os drones.
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Este ano, os painéis da Dinâmica Agropecuária (Dinapec), feira de tecnologias realizada pela Embrapa e Sistema Famasul, falarão sobre futuro, consumo de carne, febre aftosa, mulher e jovem no agro, com a participação de especialistas em cada assunto. A Dinapec começa nesta quarta-feira, dia 20, em Campo Grande (MS), na Embrapa Gado de Corte. Os painéis são gratuitos e direcionados para produtores, técnicos e acadêmicos. 

“A ideia foi trazer à tona discussões ao redor de temas relevantes e atuais, tentando agregar o conhecimento não somente de pesquisadores da Embrapa, como também de especialistas de outras instituições, promovendo um intercâmbio de conhecimento, com foco em uma mesma temática, mas sob pontos de vista diferentes.
[more]Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

As estratégias para potencializar a produção da soja mesmo diante de condições climáticas adversas serão apresentadas pela Fundação MS, durante a A Dinâmica Agropecuária – Dinapec, edição 2019. O evento tem como tema “Soluções para o Agro Sustentável” e vai contar com oficinas práticas e roteiros tecnológicos, que deve atrair produtores, técnicos e estudantes, de 20 a 22 de fevereiro, em Campo Grande (MS).

“A difusão do conhecimento e da tecnologia é o caminho para alavancarmos nossa produção, sempre visando a sustentabilidade. A Dinapec traz, de forma prática, como aliar o aumento da produtividade ao cuidado com o meio ambiente.
[more]Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

A cada safra cresce o número de produtores que cultivam a soja em áreas baixas e úmidas, onde geralmente se planta o arroz. Com o manejo correto do solo para evitar o encharcamento, o cultivo se torna a melhor opção na rotação de culturas do arroz. Além disso, ela é uma opção lucrativa para quem busca aumentar a renda da propriedade, pois  surge como mais uma alternativa para renda do produtor.

Durante a 29ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, assim como em edições passadas, a soja terá um espaço de destaque nas vitrines tecnológicas e estará nas discussões dos fóruns e painéis.
[more]Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Este ano, os painéis da Dinâmica Agropecuária (Dinapec), feira de tecnologias realizada pela Embrapa e Sistema Famasul, falarão sobre futuro, consumo de carne, febre aftosa, mulher e jovem no agro, com a participação de especialistas em cada assunto. A Dinapec começa nesta quarta-feira, dia 20, em Campo Grande (MS), na Embrapa Gado de Corte. Os painéis são gratuitos e direcionados para produtores, técnicos e acadêmicos.

“A ideia foi trazer à tona discussões ao redor de temas relevantes e atuais, tentando agregar o conhecimento não somente de pesquisadores da Embrapa, como também de especialistas de outras instituições, promovendo um intercâmbio de conhecimento, com foco em uma mesma temática, mas sob pontos de vista diferentes.
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

As estratégias para potencializar a produção da soja mesmo diante de condições climáticas adversas serão apresentadas pela Fundação MS, durante a A Dinâmica Agropecuária – Dinapec, edição 2019. O evento tem como tema “Soluções para o Agro Sustentável” e vai contar com oficinas práticas e roteiros tecnológicos, que deve atrair produtores, técnicos e estudantes, de 20 a 22 de fevereiro, em Campo Grande (MS).

“A difusão do conhecimento e da tecnologia é o caminho para alavancarmos nossa produção, sempre visando a sustentabilidade. A Dinapec traz, de forma prática, como aliar o aumento da produtividade ao cuidado com o meio ambiente.
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

A cada safra cresce o número de produtores que cultivam a soja em áreas baixas e úmidas, onde geralmente se planta o arroz. Com o manejo correto do solo para evitar o encharcamento, o cultivo se torna a melhor opção na rotação de culturas do arroz. Além disso, ela é uma opção lucrativa para quem busca aumentar a renda da propriedade, pois surge como mais uma alternativa para renda do produtor.

Durante a 29ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, assim como em edições passadas, a soja terá um espaço de destaque nas vitrines tecnológicas e estará nas discussões dos fóruns e painéis.
Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Palestras mostram novidades técnicas durante a 29° Colheita do Arroz

O tema deste ano da 29° Abertura Oficial da Colheita do Arroz é Matriz produtiva: Atividade diversificada e renda ampliada, e para discutir esse assunto a Unidade de pesquisas da Embrapa, a Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS), preparou em conjunto com a Federação das Associações de Arrozeiros do RS (Federarroz), uma intensa programação de palestras com o objetivo de promover a troca de experiências e conhecimentos durante os dias do evento, que ocorre nesta semana entre 20 e 22 de fevereiro, na Estação Experimental de Terras Baixas (ETB), base física da Embrapa, localizada no Capão do Leão/RS.

Os temas escolhidos pretendem apresentar ao público um panorama sobre o cultivo de arroz irrigado no Rio Grande do Sul, mostrar as novidades no uso de geotecnologias no manejo de solo e as possibilidades de diversificação na integração lavoura-pecuária.
[more]Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg

Mandioca CS 01 – variedade de mandioca para indústria de fécula, farinha e polvilho. Variedades precoce, com alta produtividade, elevado teor de amido e resistência às principais doenças. Tem como característica a sustentabilidade por ser adaptada ao Sistema Plantio Direto. Recomendada para sul/sudeste de MS e noroeste e extremo oeste do PR.

BRS 396 e BRS 399 – cultivares de mandioca de mesa, com elevado potencial produtivo, precocidade, polpa das raízes de coloração amarela, reduzido tempo de cozimento, boas qualidades culinárias, arquitetura pouco ramificada, favorável aos tratos culturais, facilidade de colheita, moderada resistência à bacteriose e resistência ao superalongamento. A cor amarelada indica a presença betacaroteno (precursor da vitamina A), portanto mais nutritivas. Quando cozida, a massa apresenta textura farinácea, sabor característico e ausência de fibras, requisitos culinários considerados positivos.

Acesse também: Cultivares de mandioca da Embrapa para Mato Grosso do Sul e Paraná (https://bit.ly/2WU6ROe); BRS 399 – Nova cultivar de mandioca de mesa, de polpa amarela, para o Paraná e o Mato Grosso do Sul (https://bit.ly/2Gipzdr); BRS 396 – Nova cultivar de mandioca de mesa, de polpa amarela, para o Paraná e o Mato Grosso do Sul (https://bit.ly/2Gm99QW) e BRS CS 01 – Nova cultivar de mandioca para o Paraná e o Mato Grosso do Sul (https://bit.ly/2I6rWSg)

Entrevistado: Marco Antonio Sedrez Rangel – pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

Produção: Embrapa Agropecuária Oeste

Fonte: Embrapa

Compartilhe esta postagem nas redes sociais