Fonte: agencia.fapesp.br
03 a 07 de junho de 2019

Agência FAPESP – A Universidade de São Paulo (USP) promoverá a 5ª Semana do Meio Ambiente da USP de Bauru entre os dias 3 e 7 de junho de 2019. O evento faz parte da 20ª Semana Integrada do Meio Ambiente de Bauru (Simab), que traz como tema “Trilhando caminhos sustentáveis”.

A Simab ocorre anualmente na semana de 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente e Dia Nacional da Reciclagem. Participam organizações que promovem a educação ambiental e a consciência ecológica, com atividades para todos os públicos.

Na programação estão previstas atividades como roda de conversa sobre adubo caseiro, bate-papo sobre o plano de gestão ambiental do campus da USP de Bauru e feira de troca sustentável.

Para participar é necessário se inscrever pelo site do evento.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: agencia.fapesp.br

Agência FAPESP – A sétima edição da Oficina de QGIS para Agricultura de Precisão acontecerá no dia 1º de junho de 2019, na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba.

O evento tem como objetivo ensinar os participantes a usar, nas atividades de rotina em agricultura de precisão, o software livre QGIS – programa com código-fonte aberto e sistema de informação geográfica que permite a visualização, edição e análise de dados georreferenciados.

A iniciativa é do Laboratório de Agricultura de Precisão do Departamento de Engenharia de Biossistemas, por meio do Grupo de Mecanização e Agricultura de Precisão.

As inscrições devem ser feitas pelo site da Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz até dia 31 de maio.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: agencia.fapesp.br

São duas vagas para investigar, na Unicamp, como a composição funcional de savanas e florestas secas se relaciona com o sucesso de restauração dessas áreas e a resiliência às mudanças climáticas (foto: Rodrigo José Fernandes / Wikimedia Commons) 14 de maio de 2019

Agência FAPESP – O Projeto Temático “Restaurando ecossistemas neotropicais secos – seria a composição funcional das plantas a chave para o sucesso?” dispõe de duas vagas de pós-doutorado com bolsa da FAPESP para o Laboratório de Ecologia Funcional de Plantas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Texto produzido por agencia.fapesp.br


Treinamento técnico em pesquisa sobre produção agrícola com bolsas da FAPESP

São quatro oportunidades, três de nível um (TT-1) e uma de nível três (TT-3), para atuar no Núcleo Interno de Economia e Administração Rural da Faculdade de Engenharia Agrícola da Unicamp (foto: Pixabay)

10 de abril de 2019

Agência FAPESP – Quatro vagas de treinamento técnico, três de nível um (TT-1) e uma de nível três (TT-3), com bolsas da FAPESP, estão disponíveis para o projeto “Planejamento da produção hortícola baseado nas previsões locais de demanda e perdas“, implementado no Núcleo Interno de Economia e Administração Rural da Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Texto produzido por agencia.fapesp.br


Pós-doutorado em ecologia viral com bolsa da FAPESP

Bolsista participará de projeto da USP que envolve captura e manipulação de morcegos, bem como isolamento e sequenciamento de hantavírus e de outros vírus encontrados nesses animais (foto: Pixabay)

05 de abril de 2019

Agência FAPESP – Uma vaga de pós-doutorado com bolsa da FAPESP está disponível para o Projeto Temático “Estudos com Bunyaviridae causadores de doença“.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Texto produzido por agencia.fapesp.br


Integração entre lavoura e gado aumenta rentabilidade e diminui emissões

Resultados de projeto com pesquisadores brasileiros e britânicos mostra que sistema agrícola consorciado melhora a qualidade do solo, aumenta a produtividade na pecuária e favorece o meio ambiente (fazenda Campina; foto: André Julião / Agência FAPESP)

André Julião  |  Agência FAPESP – A fazenda Campina, em Caiuá (SP), pertencente ao Grupo Carlos Viacava – um dos maiores produtores de gado nelore mocho do Brasil –, adotou um sistema que integra a criação de gado com o cultivo de grãos.

Especializado na produção de matrizes, animais altamente selecionados e comercializados para dar origem a outros rebanhos, o grupo vem diminuindo a ocupação das suas propriedades pelo gado e aumentando a participação dos grãos.

Embora a ocupação da propriedade pelo rebanho tenha caído de 97% para 50% desde 2012 – sendo hoje a outra metade cultivada com milho, sorgo, feijão guandu e, principalmente, soja – a rentabilidade com o gado aumentou.

Segundo os produtores, o consórcio entre animais, pastagem e grãos tornou o solo tão mais rico que o gado passou a expressar melhor sua genética.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais