Fonte: UOV

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS DETALHES DO CURSO ONLINE APICULTURA MIGRATÓRIA – PRODUÇÃO INTENSIVA DE MEL.

Com o Curso Online Apicultura Migratória – Produção Intensiva de Mel, oferecido pela Universidade Online de Viçosa – UOV, você recebe todas as informações necessárias sobre a apicultura convencional e migratória, e a estrutura necessária para se montar um apiário. Você ficará sabendo também como é feita a escolha e saturação do pasto apícola e a operação de apiários móveis.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Unidade de Bagé abre processo para seleção de novos bolsistas. Foto: Fernando Goss

A Embrapa Pecuária Sul (Bagé/RS) lançou o edital para seleção de novos bolsistas de Iniciação Científica (IC) e de Iniciação Tecnológica e Inovação (ITI), vinculados aos Programas de Bolsas Institucionais da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Foto: Lucas Oliveira

Estão abertas até 12 de junho de 2020 as inscrições para seleção de bolsista de Iniciação Científica para a Embrapa Caprinos e Ovinos. O Edital nº 02/2020 traz oportunidades, em cadastro de reserva, para estudantes dos cursos de graduação em Biologia, Biomedicina, Biotecnologia, Ciência da Computação, Engenharia Agronômica, Farmácia, Geografia, Irrigação, Medicina Veterinária e Zootecnia, assim como para alunos de curso técnico em Agropecuária.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Alessandra Nicacio em exame para detectar prenhez em bovino: Palpação ou ultrassonografia é essencial para quem busca atingir eficiência reprodutiva. Foto: Rodrigo Alva

Alessandra Corallo Nicacio

Antes de mais nada é importante dizer que o diagnóstico de gestação (DG) não é uma prática obrigatória, mas é altamente recomendada.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

600 famílias do Ceará cultivaram o milho biofortificado BRS 4104. Foto: Sandra Brito

O projeto Hora de Plantar, da Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará (SDA-CE), distribuiu seis toneladas de sementes para plantio da cultivar de milho biofortificado BRS 4104, para 600 famílias, em dezembro de 2019.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Foto: Priscila Viudes

A cafeicultura foi tema do segundo debate da série de lives “Amazônia em Foco”, no dia 22 de maio de 2020. Transmitido ao vivo, o evento contou com palestrantes das Unidades da Embrapa do Acre (Rio Branco) e Rondônia (Porto Velho) e da Secretaria de Produção e Agronegócio do Acre (Sepa) e abordou os desafios e alternativas para o fortalecimento da produção de café na região.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Foto: Fabiano Bastos

Lineu Neiva Rodrigues • Pesquisador da Embrapa Cerrados

Garantir segurança alimentar para todas as pessoas, em um planeta com grandes diferenças sociais, econômicas e ambientais, continua sendo um dos principais desafios da humanidade. Em um mundo onde cerca de 820 milhões de pessoas não têm acesso a quantidade de alimento suficiente para manter níveis básicos de saúde, os estudos indicam que será necessário aumentar a produção de alimentos em cerca de 70%, para atender o acréscimo na demanda mundial prevista para ocorrer no ano de 2050.

O Brasil é um dos poucos países no mundo capaz de elevar a sua produção agrícola sem comprometer o meio ambiente.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Foto: Divulgação

Dia primeiro de junho de 2020, o mundo comemora o “Dia Mundial do Leite”. Para marcar a data, especialistas da cadeia produtiva irão realizar um debate, às 17h30, transmitido YouTube, com duração de 1h30. Basta clicar aqui (https://www.youtube.com/watch?v=oclOdVSxX4c) para acompanhar a transmissão.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Cientistas buscar mapear estudos com cultivo de moluscos. Foto: Kaio Fragoso para Sedetur-AL

Pesquisadores da Embrapa vão aplicar nos próximos dias um questionário para conhecer mais profundamente o cenário nacional das instituições e ações de pesquisa com cultivo de moluscos bivalves, como ostras, mexilhões, entre outros. 

O questionário está disponível neste link para respostas até o dia 14 de junho, e é dirigido a pesquisadores, consultores técnicos e outros profissionais envolvidos em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação do cultivo de moluscos bivalves. 

O estudo integra ações do projeto ‘OstraNNE: Bases tecnológicas para a produção sustentável de ostras nativas no Norte e Nordeste do Brasil’, liderado pela Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), que concentra as pesquisas da Embrapa com maricultura no país, com participação da Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas, TO). 

De acordo com o pesquisador da Unidade da Embrapa em Aracaju, Jefferson Legat, especialista em maricultura, o diagnóstico busca levantar e monitorar resultados de pesquisas relacionadas ao setor ostreícola brasileiro e as demandas da sociedade, instituições e órgãos governamentais referentes ao desenvolvimento de pesquisas no tema feitas tanto pela Embrapa como pelas instituições parceiras. 

Pesquisas

O diagnóstico faz parte do Plano Gerencial do OstraNNE, e está relacionado às atividades ‘Estabelecimento de uma rede de PD&I para a sustentabilidade da produção de ostras nativas no Brasil’ e ‘Diagnóstico das ações de PD&I da Embrapa e das instituições de pesquisa parceiras’. 

Além do OstraNNE, a Embrapa Tabuleiros Costeiros coordena outro projeto voltado ao desenvolvimento responsável da ostreicultura – o projeto componente ‘Ostras Nativas’, que integra o projeto ‘Aquitech – Aquicultura com tecnologia e sustentabilidade’, financiado pelo Sebrae. 

As ações de pesquisa, desenvolvimento e inovação desses projetos buscam solucionar gargalos relacionados à produção de sementes, à fase de engorda e à qualidade das ostras para consumo. 

No âmbito de sistemas de produção, será avaliada a eficiência de sistemas de captação de sementes com coletores artificiais adaptados a ambientes estuarinos tropicais, serão aperfeiçoados os processos tecnológicos dos sistemas de produção de sementes em laboratório e serão validados boas práticas de manejo, estruturas e sistemas de cultivo na fase de engorda para os polos produtivos selecionados nas regiões Norte e Nordeste. 

Além de ações para a adaptação e avaliação dos sistemas de produção, o projeto busca subsidiar a melhoria da qualidade das ostras nativas comercializadas nas duas regiões.

FONTE

Embrapa Tabuleiros Costeiros
Saulo Coelho – Jornalista

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Faemg

Em Olhos D’água (MG), o casal Simone Dias Macedo e Celso Macedo (foto acima) resolveu dar continuidade ao negócio da família e investir na produção de leite. Há um ano e meio, o casal trabalha e cuida da fazenda Moreira. Eles contam que, no início, não foi nada fácil, pois não tinham experiência e pouco conhecimento do negócio.

As coisas começaram a mudar há oito meses, quando Simone foi uma das indicadas para participar do Programa de Assistência Técnica e Gerencial – ATeG, oferecido pelo Sistema Faemg/Senar Minas em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Bocaiuva.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Imagem da live do Canal Rural transmitida no dia 28 de maio

Celso Moretti, presidente da Embrapa, participou nesta semana de uma live promovida pelo Canal Rural, explicando como as inovações promovidas nos últimos anos aumentaram a produtividade do milho brasileiro. A live foi transmitida na noite do dia 28 de maio de 2020, quinta-feira, e contou com a presença de Túlio Gonçalo, gerente de Pesquisa da Gapes,  e de Vinícius Faião, gerente de Agricultura Digital da Bayer.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Os temas segurança alimentar e segurança do alimento nunca estiveram tão em alta, porém discussões a respeito do aquecimento global, agora em segundo plano, voltarão à tona. 

Enquanto isso não acontece é válido ressaltar que o modelo de produção pecuária brasileiro se transformou nas últimas décadas.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Neste mês de maio de 2020, a Embrapa Cocais, a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), por meio do grupo de estudos criado por esses três parceiros de pesquisas, o GINTEGRA, iniciaram a realização de webinars (estilo lives) – transmissão ao vivo de áudio e vídeo na Internet, geralmente feita por meio das redes sociais.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: UOV

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS DETALHES DO CURSO PROFISSIONALIZANTE ONLINE DE VAQUEIRO DE GADO DE CORTE.

A Universidade Online de Viçosa – UOV oferece o Curso Online Profissionalizante de Vaqueiro de Gado de Corte. Com ele é possível obter todos os conhecimentos necessários para quem deseja ingressar no ramo ou aprimorar suas habilidades. O conteúdo aborda a nutrição animal no manejo em pasto e em confinamento, cuidados com as diferentes categorias animais, técnicas de manejo gentil, adequação das instalações para o bem-estar do gado e muito mais.

FICHA TÉCNICA:

  • Curso: Curso Profissionalizante Online de Vaqueiro de Gado de Corte
  • Modalidade: Ensino a Distância
  • Coordenação: Gilmar Ferreira Prado
  • Carga Horária: 260 horas
  • Série: Profissionalizante – 440039
  • Realização: UOV – Universidade Online de Viçosa

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Tecnologias desenvolvidas pela Embrapa foram apresentadas como alternativas para o saneamento em áreas rurais e isoladas. Foto: Monica Laurito

Encontrar um modelo de gestão é o principal desafio do saneamento básico rural para as próximas décadas, de acordo com as conclusões do webinar “Saneamento Rural e as Perspectivas para a Nova Década”, realizado quarta-feira (27), numa parceria entre a Embrapa Instrumentação (São Carlos – SP) e o Instituto Trata Brasil.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Fapesp

Aplicativo permite usar peixe paulistinha para diagnosticar a COVID-19

Técnica é cinco vezes mais barata que os métodos atualmente disponíveis. Projeto foi desenvolvido no ICB-USP por bolsista da FAPESP e levou a terceira colocação em competição internacional (foto: divulgação)

Agência FAPESP’ – Pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) desenvolveram uma metodologia que permite usar o zebrafish, mais conhecido como peixe paulistinha, para gerar testes diagnósticos para a COVID-19 cinco vezes mais baratos que os atuais.

O projeto, apoiado pela FAPESP e coordenado pelo pós-doutorando Ives Charlie da Silva, ficou na terceira colocação no Global Virtual Hackathon COVID-19, promovido pela empresa norte-americana Devpost.

O grupo concorreu com mais de 600 projetos de 40 países.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Fapesp

Inteligência artificial ajuda a monitorar regeneração da Mata Atlântica

Toda a extensão da Mata Atlântica em território brasileiro (à esquerda) e a região investigada (à direita). O estudo comparou imagens dos satélites WordView-2 e WordView-3 com fotos aéreas de 1962 (imagem: PLOS ONE)

José Tadeu Arantes | Agência FAPESP – A despeito do desmatamento em larga escala praticado nos últimos séculos, que reduziu a Mata Atlântica a pouco mais de 12% de sua área original, o bioma continua a ser um dos principais repositórios de biodiversidade do planeta.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Para a especialista, avanço da Agricultura Digital pós-pandemia depende de políticas públicas. Foto: Valéria Cristina Costa

Em live sobre Agricultura Digital realizada nesta quarta-feira (27/05/20), durante o primeiro dia da Feira Agrotecnológica do Tocantins (Agrotins), a chefe geral da Embrapa Informática Agropecuária , Silvia Massruhá , falou sobre a origem do conceito e o papel da pesquisa agropecuária e das políticas públicas na chamada Agricultura 4.0. A pesquisadora contou como e por quê em poucos meses o futuro da lavoura de dados avançou sobre a lavoura de produtos.

A especialista em computação explicou que o conceito de Agricultura 4.0 é uma referência à revolução ocorrida na indústria automobilística alemã, com base no conteúdo digital, na tecnologia de ponta e na conectividade, que influenciou outros setores da economia como o agronegócio. Na Embrapa Informática Agropecuária, a atuação para melhoria de produtividade e a redução de custos em todas as etapas de produção se dá a partir de quatro eixos: bioinformática e biologia computacional, modelagem agroambiental e geotecnológica, medicina e automação e engenharia da informação, indicou. 

Segundo a pesquisadora, para além da agricultura de precisão, a agricultura digital estende a ideia de conectar máquinas para o tratamento dos diferentes tipos de dados (colhidos de sensores, colheitadeiras, imagens de satélite e drones) para auxiliar a tomada de decisão de produtores de pequeno médio e grande porte.

“A bioinformática está cada vez mais presente em todas as etapas, desde a pré-produção, na produção e também nas etapas de comercialização, armazenamento, distribuição e logística, como forma de agregar mais valor à cadeia produtiva”, apontou.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Faemg

A coordenadora do Programa Nacional de Bioinsumos, Mariane Vidal, explica como será o funcionamento dessa iniciativa, que tem como objetivo ampliar e fortalecer a utilização de bioinsumos para a promoção do desenvolvimento sustentável da agropecuária brasileira.

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/centrais-de-conteudo/audios/mapacast/episodio-24-programa-nacional-de-bioinsumos

 
 

Clique aqui para assinar GRATUITAMENTE o Agrosoft e receber todos os dias no seu email as notícias em destaque.

Clique aqui para divulgar notícias e artigos no Agrosoft



Compartilhe esta postagem nas redes sociais