Fonte: Embrapa

Sistemas silvipastoris aportam diversos benefícios para a produção pecuária. Foto: Hélio Tonini

O uso da madeira na propriedade rural é muito tradicional, seja para fazer cercas, mangueiras, postes e diversas outras construções. Com o objetivo de ajudar o produtor a usar ainda melhor essa matéria-prima, versátil e resistente, a Embrapa Pecuária Sul, a Emater/RS-Ascar e a Universidade Federal de Pelotas (UFPel) promovem, no dia 19 de novembro (terça-feira), o minicurso Uso da Madeira Tratada na Propriedade Rural. 

A capacitação é gratuita, mas tem vagas limitadas, e ocorre na sede da Embrapa Pecuária Sul em Bagé, entre 13h30min e 17h.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Fapesp

O Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena) da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba, está com concurso aberto para a seleção de um cargo de professor doutor. O prazo de inscrição se encerra em 19 de novembro de 2019.

O professor selecionado receberá salário de R$ 11.069,17 e será contratado sob Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa pela Divisão de Desenvolvimento de Métodos e Técnicas Analíticas e Nucleares, na área de “Técnicas analíticas avançadas (LIBS, ICP-MS e IRMS) em estudos agroambientais”.

Os pedidos de inscrição devem ser feitos por meio do site USP Digital, devendo o candidato apresentar requerimento dirigido ao diretor do Cena, dados pessoais e área de conhecimento (especialidade) da divisão a que concorre.

Durante a inscrição, o candidato deverá apresentar memorial circunstanciado e comprovação dos trabalhos publicados e as atividades realizadas pertinentes ao concurso, prova de que é portador do título de doutor, quitação com o serviço militar (candidatos do sexo masculino), título de eleitor e comprovante de votação da última eleição e cópia do RG.

O concurso será realizado em duas fases: prova escrita e julgamento do memorial com prova pública de arguição e didática.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Fonte: Embrapa

Presidente da Associação de Produtores fala na abertura. Foto: Ascom SFA-CE

A Feira Nacional do Coco (Fenacoco) 2019 aconteceu de 6 a 9 de novembro em Fortaleza, CE, e reuniu profissionais, cooperativas, artesãos, produtores, pesquisadores, estudantes e empresários de uma das mais importantes cadeias produtivas para o Nordeste, e de grande relevância para o Brasil. 

Voltada para a tecnologia, inovação e cultura, a feira tem como objetivos estudar, discutir e promover o fomento da cadeia produtiva do coco, considerado um mercado promissor para o Brasil. 

O evento, que contou com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Embrapa, é o maior da América Latina sobre a cadeia produtiva do coco, sendo palco de debates importantes sobre o presente e futuro da cadeia produtiva do coco no Brasil.

Com cerca de 800 participantes, a abertura do evento foi marcada pela entrega do Troféu Coqueiro de Ouro para importantes atores que têm se destacado na produção agrícola e industrial do coco no país, e contou com a presença do superintendente do Mapa no Ceará, Francisco Milton Holanda Neto, e do coordenador de Regulamentação de Vinhos e Bebidas, Marco Tulio Santiago.

Em mais esta edição, a Fenacoco teve participação efetiva de pesquisadores das Unidades da Embrapa que realizam pesquisas agronômicas e agroindustriais com foco no incremento da cocoicultura.

O chefe-geral da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), Marcelo Fernandes, participou da abertura da feira, no dia 6, e fez o lançamento oficial dos dois mais novos livros da Embrapa sobre a cultura – ‘Coleção 500 Perguntas, 500 Respostas – Coco: o produtor pergunta, a Embrapa responde’ e ‘A Cultura do Coqueiro no Brasil – 3ª Edição’.

Livros sobre coco

Na abertura, Fernandes fez a entrega de um exemplar de cada obra às autoridades que compuseram a mesa diretora.

Clique para saber mais…

Compartilhe esta postagem nas redes sociais