A Embrapa Uva e Vinho, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-Embrapa , vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, realiza no dia 17 mais uma edição do Curso de Elaboração de Vinhos e Derivados, em Bento Gonçalves (RS).
Integram a programação temas como a definição e classificação dos vinhos, principais cultivares para elaboração, qualidade e composição da uva para o vinho, correção do mosto e higiene na vinícola.
Além da parte teórica, os participantes visitarão parreirais e aprenderão na prática a elaboração de vinhos tinto e branco e de suco de uva. Ao término do evento ocorrerá uma degustação comentada de produtos.
Serviço
Curso de Elaboração de Vinhos e Derivados – Básico
Datas: 17 de março
Horário: 8h às 12h e das 13h às 17h30
Custo: R$ 50,00
Informações: (54)455-8082 ou http://www.cnpuv.embrapa.br/eventos/elavinho2005.html
Inscrições: até o dia 15/03
Viviane Zanella
E-mail: viviane@cnpuv.embrapa.br

Fonte: Embrapa Uva e Vinho

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Estão abertas até a próxima sexta-feira, 18, as inscrições de trabalhos para o Seminário Universidade / Indústria – Transformando Biotecnologia em Bionegócios.
O evento acontecerá no dias 6 e 7 de abril, no Auditório 3 do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), no campus da Pampulha da UFMG, das 8h30 às 18h.
O seminário é uma das atividades do Projeto de Estruturação do Arranjo Produtivo de Biotecnologia da Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Mais informações no site: http://www.ufmg.br/online/arquivos/001435.shtml.  

Fonte: Jornal da Ciência

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

O controle biológico da broca-do-café – principal praga que ataca os cafezais – é o tema central do programa de rádio Prosa Rural da região Norte. A partir de informações da Embrapa Rondônia (Porto Velho-RO), os ouvintes saberão como combater a praga utilizando um dos seus inimigos naturais: o fungo beauveria bassiana, que ocorre naturalmente nos lavouras. Este programa é produzido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com patrocínio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. A coordenação é da Embrapa Informação Tecnológica (Brasília-DF).
A broca é um pequeno besouro de origem africana. Hoje, é um dos mais sérios problemas na busca de qualidade na cafeicultura brasileira. A ação do inseto é escavar galerias no interior dos frutos onde são depositados ovos pela fêmea. Depois do nascimento, as larvas se alimentam dos grãos, causando seu apodrecimento. A queda na produção pode chegar a até 100%.
O fungo beauveria bassiana é um dos principais predadores da broca. O fungo infecta a broca e age antes da penetração da praga no grão de café. A Embrapa Rondônia atua na identificação e multiplicação do beauveria bassiana e define a formulação adequada para ser aplicado em grande quantidade nas lavouras. A técnica, em algumas situações, é a única alternativa para otimizar a produção e a produtividade de cafés especiais, como o orgânico. A maior vantagem é a forma de controle utilizado, sem a utilização de agrotóxicos.
O Prosa Rural é semanal e tem duração de 15 minutos. Sua programação é voltada para os jovens e pequenos produtores familiares do Semi-Árido Nordestino, Vale do Jequitinhonha e região Norte do Brasil. São abordados temas ligados ao desenvolvimento do agronegócio da região, de forma clara e acessível, principalmente as pesquisas que têm alguma aplicação prática no dia-a-dia do pequeno produtor rural.
O conteúdo é desenvolvido pelos Centros de Pesquisa da Embrapa que atuam na região Norte do Brasil, com apoio das Organizações Estaduais de Pesquisa Agropecuária. Além das pesquisas, o programa dedica espaço para a cultura regional, com apresentação de músicas e poesias. O Prosa Rural é distribuído gratuitamente para rádios comerciais e comunitárias.
A programação completa de 2005 está disponível no endereço eletrônico www.sct.embrapa.br/radio/index.htm.
Embrapa Rondônia
Guilherme Ferreira Viana
E-mail: gfviana@cpafro.embrapa.br
Embrapa Informação Tecnológica
Juliana Miura
E-mail: jmiura@sct.embrapa.br

Fonte: Embrapa Informação Tecnológica

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Trinta e seis pesquisadores, de 17 estados brasileiros, estão reunidos em São João del-Rei, de hoje até a próxima quinta-feira, apresentando, debatendo e definindo propostas de políticas públicas para o desenvolvimento da bovinocultura voltada para a agricultura familiar.
Essa reunião técnica é promovida pelo Conselho Nacional dos Sistemas Estaduais de Pesquisa Agropecuária – Consepa e tem a coordenação da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – Epamig, empresa vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Segundo o presidente do Consepa, Carlos Eduardo Ferreira de Castro, o Estado de Minas Gerais foi escolhido para sediar essa reunião de trabalho pela tradição da pecuária leiteira e pelas pesquisas desenvolvidas pela Epamig com relação à bovinocultura, principalmente o F 1 H-Z (cruzamento da vaca holandesa de leite com um touro zebu de carne), que poderá ser a grande solução para o pequeno pecuarista, o pecuarista familiar, não só de Minas mas de todo o País.
Carlos Eduardo Ferreira de Castro argumentou que é grande a necessidade de projetos bem elaborados, focados na inclusão social e na distribuição de renda junto aos segmentos que se enquadram na agricultura familiar. “Dessa forma, estaremos conferindo finalidade ao imenso potencial de conhecimento já acumulado, além de facilitar a canalização desses conhecimentos para a escala de produção exigida pelos pequenos produtores. Esses produtores”, disse, “precisam ser organizados para terem acesso às tecnologias adequadas, para que sejam bem sucedidos nos seus empreendimentos”, explicou o presidente do Consepa.
Falando sobre o atual estágio da pesquisa agropecuária brasileira, em relação ao desempenho de países mais desenvolvidos, o presidente do Consepa disse que o Brasil está bem avançado devido ao êxito de nossas pesquisas tanto na pecuária de corte, como na pecuária leiteira. “O desenvolvimento do setor demonstra que a pesquisa brasileira está bem situada, o que precisa avançar mais, segundo ele, é a disponibilização dessas tecnologias para os produtores”.
A importância da pesquisa da Epamig
Ao discursar na sessão de abertura do evento, o presidente da Epamig, Baldonedo Arthur Napoleão, destacou a importância desse Encontro Nacional de Bovinocultura não só para o Estado de Minas Gerais mas para o todo Brasil. Ele explicou que o principal objetivo do evento é apresentar conclusões que serão encaminhadas ao Ministério de Desenvolvimento Agrário para formulação de políticas públicas dirigidas à agricultura familiar,” disse ele.
“A escolha de Minas, pelo Consepa, para sediar esse Encontro aconteceu pelo fato de a Epamig ter uma pesquisa muita arrojada, que é o F1 H-Z. Uma pesquisa que mostra ao pequeno produtor, que representa 80% dos produtores rurais, a conveniência de ter um gado de custo mais baixo e, portanto, mais viável do ponto de vista da sustentabilidade da atividade econômica, por trata-se de um animal mais rústico, com custo de manutenção bem mais baixo”.
Baldonedo Napoleão enfatizou que a marca desta pesquisa da Epamig é: “vaca de leite, bezerro de corte” e que os dados obtidos nesses estudos já estão sendo repassados aos produtores mineiros de leite e de carne bovina.
Como incremento ao Programa F 1 H-Z, Baldonedo Napoleão informou que já está em pleno andamento o programa de fertilização in vitro, desenvolvido em parceria com a Embrapa Gado de Leite, de Juiz de Fora, que vai possibilitar a oferta de vacas F 1 em quantidade suficiente para atender à grande demanda de mercado.
Neste primeiro dia do Encontro, as discussões foram em torno dos temas: “A pecuária bovina no contexto da agricultura familiar no Brasil”, “Propec – Proposta Alternativa para a produção sustentável de leite e carne em Minas Gerais” (Propec: Programa Organização e Gestão da Pecuária Bovina de Minas Gerais, coordenado pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).
Aldo Fernandes da Silva Júnior
E-mail: Comunicacao@epamig.br

Fonte: Epamig

Compartilhe esta postagem nas redes sociais