O sistema Universidade Aberta do Brasil oferecerá, a partir do ano que vem, 90 mil vagas no ensino superior público federal. A medida foi anunciada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante a assinatura do acordo de cooperação técnica entre o Ministério da Educação e os proponentes de pólos presenciais e de cursos para a oferta da Universidade Aberta.

Na fase de avaliação de propostas, a comissão de especialistas selecionou preliminarmente 311 pólos municipais de educação a distância, em 305 municípios em todas as unidades da Federação. Serão oferecidos 198 cursos, em 40 universidades federais e dez centros federais de educação tecnológica (Cefets). Do total de pólos, 249 foram propostos por prefeituras e 62 por sete governos estaduais (Acre, Ceará, Minas Gerais, Piauí, Rio de Janeiro, Roraima e Tocantins). Entre os cursos mais ofertados estão os de licenciatura, que somam 90, seguidos dos de lato sensu (63), bacharelado (23), tecnólogo (14), seqüencial (2) e mestrado (1).

A meta prevista é que cada pólo oferte, em média, 50 vagas em quatro cursos distintos, totalizando 200 estudantes por unidade. Para março de 2007, está previsto o início das aulas em 150 pólos, atendendo 30 mil alunos. Em agosto, serão realizados novos processos seletivos nas mesmas unidades e os outros 150 pólos iniciarão suas atividades, beneficiando 60 mil novos estudantes, totalizando 90 mil alunos.

Para a implantação dos cursos selecionados, o MEC investirá, já em 2006, mais de R$ 20 milhões para a preparação do material didático, pagamento de bolsas e capacitação dos professores e tutores a distância. Para 2007, o repasse do MEC às instituições federais de ensino superior será de R$ 175 milhões.

A partir da assinatura do acordo, o próximo passo da comissão de avaliação será cruzar as ofertas de cursos das instituições de ensino com as demandas dos pólos. Estas informações deverão estar concluídas no final de agosto, quando começarão as atividades de avaliação in loco de pólos e instituições para a devida implantação do Sistema Universidade Aberta. Em 30 de outubro, deverão ser divulgadas, no Diário Oficial da União, as propostas de pólos e cursos aprovados e articulados.

O primeiro processo seletivo da Universidade Aberta do Brasil ocorrerá entre os meses de janeiro e fevereiro de 2007, de acordo com a programação da instituição ofertante do curso.

Sistema

O sistema foi criado pelo Ministério da Educação em 2005, no âmbito do Fórum das Estatais pela Educação, para a articulação e integração de um sistema nacional de educação superior a distância, com o objetivo de sistematizar as ações, programas, projetos, atividades pertencentes às políticas públicas voltadas para a ampliação e interiorização da oferta do ensino superior gratuito e de qualidade no Brasil.

O programa Universidade Aberta do Brasil deu início as suas atividades na sexta-feira, 30 de junho, com as aulas inaugurais do curso-piloto a distância de administração. Vinte e cinco universidades – 18 federais e sete estaduais – em 87 pólos de 17 estados e Distrito Federal fazem parte do curso. Serão atendidos aproximadamente dez mil alunos em 2006.

Para maires informações acesse o site da Universidade Aberta do Brasil: www.uab.mec.gov.br.

Fonte

CEDECOM – UFMG
Com informações da AI da Seed/MEC
E-mail: boletim@cedecom.ufmg.br
Internet: www.ufmg.br/online

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Na semana de 10 a 16 de julho, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural ? Administração Regional de Mato Grosso do Sul (SENAR-AR/MS) realiza cursos de capacitação rural em 12 municípios do Estado, todos voltados para o conhecimento de técnicas e procedimentos no trabalho do campo.

Em Caarapó, ocorre no período de 11 a 14 de julho o curso de Processamento Caseiro do Tomate, no qual os alunos aprendem sobre o processo de transformação e desidratação do tomate e a produzir seus derivados por meio de atividades teóricas e práticas. A duração da capacitação é de 32 horas-aula e são oferecidas 15 vagas.

Já em São Gabriel do Oeste acontece entre os dias 11 e 13 de julho o curso de Produção Caseira de Derivados da Soja, visando a fazer com que os trabalhadores rurais conheçam e apliquem as técnicas adequadas na produção caseira de alimentos com a soja, por exemplo, o leite, a farinha e a carne de soja. São disponibilizadas 15 vagas.

Esse curso é mais um incentivo que o SENAR-AR/MS promove para os produtores, uma vez que a soja é o principal produto agrícola nacional, pois ocupa 22,2 milhões de hectares (47,1% da área agrícola total). Além disso, é responsável por 44,8% da produção do campo – 53,8 milhões de toneladas.

Os interessados em participar desses e outros cursos devem buscar informações no portal do SENAR-AR/MS: www.senarms.org.br.

Fonte

Sato Comunicação
Juliana Turatti – Jornalista
Rodrigo Corrêa – Estagiário
E-mail: satocomunicacao@satocomunicacao.com.br
MSN: satocomunicacao@hotmail.com
Internet: www.satocomunicacao.com.br

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Para destacar o dia do Cooperativismo, celebrado em todo o mundo no dia 4 de julho, o município de Anastácio receberá o curso de Cooperativismo ? Módulo Básico, nos dias 11 e 12 de julho, que objetiva construir conhecimentos básicos na área de cooperativismo e desenvolver competências para aplicá-los.

Os alunos conhecerão os princípios e conceitos de cooperativismo como doutrina social e econômica, por meio dos seguintes conteúdos: direito e legislação cooperativa, estrutura organizacional de uma cooperativa, funções, aspectos legais e práticos das assembléias gerais nas cooperativas e processo de formação de uma cooperativa.

Ao término do curso será feita uma avaliação das atividades desenvolvidas durante 16 horas-aula. São oferecidas 25 vagas.

Informações no portal do SENAR-AR/MS: www.senarms.gov.br.

Fonte

Sato Comunicação
Juliana Turatti – Jornalista
Rodrigo Corrêa – Estagiário
E-mail: satocomunicacao@satocomunicacao.com.br
MSN: satocomunicacao@hotmail.com
Internet: www.satocomunicacao.com.br

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

O Setor de Ilustração Científica do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) promove, a partir do dia 5 de agosto, três cursos de extensão destinados a estudantes e profissionais das áreas de Artes e Ciências Biológicas. Os cursos – ilustração botânica, de insetos e médica – reunirá informações teóricas e práticas que habilitarão os alunos a fazer ilustrações com alto nível de detalhamento de espécies vegetais e animais nativas e exóticas e do corpo humano. As aulas serão ministradas aos sábados, em horário integral, no ICB.

O Setor também está recebendo inscrições para o 1º Encontro Nacional de Ilustração Científica, que será ralizado de 17 a 19 de novembro, no Centro Cultural UFMG. Para se inscrever, os interessados devem procurar os centros de extensão da Escola de Belas-Artes (EBA) ou do ICB. Até setembro, estudantes pagam R$ 25 e profissionais, R$ 30. De outubro a novembro, o valor sobe para R$ 30 (alunos) e R$ 40 (profissionais).

Mais informações

Sobre os cursos: (31) 3499 4220
Sobre o encontro: (31) 3499-5256 (EBA) e (31) 3499-2533

Fonte

CEDECOM – UFMG
E-mail: boletim@cedecom.ufmg.br
Internet: www.ufmg.br/online

Compartilhe esta postagem nas redes sociais